Nova campanha do Sebrae reforça cuidados para cidadãos e MPEs durante a pandemia

As recomendações para evitar o contágio da Covid-19 devem ser seguidas por todos os cidadãos. Por esse motivo, o Sebrae lançou a campanha #ContinueCuidando. A iniciativa orienta a sociedade, em geral, a prevenir-se contra a doença e a apoiar a retomada da economia, por meio da compra em pequenos negócios.

O gerente de Relacionamento com o cliente do Sebrae, Enio Pinto, ressalta que a entidade defende o cumprimento das orientações de segurança repassadas pelas autoridades. Segundo Enio, o intuito da campanha é ajudar a população e os donos de micro e pequenos negócios, no cuidado com a saúde durante esse período.  

“É fundamental que todo pequeno empreendimento, por uma eventual flexibilização da quarentena na sua região, faça uma avaliação de como operava ontem e como vai operar hoje e amanhã, em função desses legados deixados pela pandemia”, afirma.

Sebrae elabora orientações para retomada rápida e segura das atividades de pequenos negócios

Sebrae lança nova campanha para incentivar retomada segura da economia

Micro e pequenas empresas geraram 7,2 mil postos de trabalho no Rio de Janeiro em dezembro, diz Sebrae-RJ

O gerente de Competitividade do Sebrae, César Rissete, reforça que a retomada segura é essencial. No entanto, ele afirma que a eficácia das medidas só é válida se todos cooperarem.

“Muitas vezes, notamos que o empresário solicita, para alguns clientes, determinados procedimentos que não necessariamente são cumpridos, como o uso da máscara, distanciamento, higienização e todas as orientações que são disseminadas”, destaca.

Rosmary Venchiarutti é proprietária de confeitarias em Itupeva e Jundiaí, em São Paulo. Segundo ela, iniciativas como essa garantem a geração de emprego e renda de todos os envolvidos no negócio, além de fortalecer o comércio local.

“Não é defender o empresário, mas sim um conjunto de trabalhadores, porque todos sobrevivem da mesma empresa. Tanto o dono do empreendimento como todos os trabalhadores desse negócio”, pontua.

De acordo com o Sebrae, setores como alimentação fora do lar, e construção civil estão entre os mais afetados pela pandemia, no Brasil. Ao lado de outros, esses segmentos respondem por mais de 21,5 milhões de empregos. Sendo assim, a entidade defende o movimento “Compre do Pequeno”, que estimula o consumo dos empreendedores de micro e pequeno porte como uma forma de manter os empregos e a renda local. Para mais informações sobre esses e outros setores acesse: www.sebrae.com.br/cuidados.



Fonte: Brasil 61

Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.