Sebrae orienta setor automotivo para retomada das atividades

Desde que a pandemia causada pela Covid-19 chegou ao país, todos os setores da economia brasileira foram impactados negativamente com o fechamento do comércio e quedas no faturamento mensal. No setor de oficinas e peças de automóveis, a situação não foi diferente.

De acordo com pesquisa do Sebrae, divulgada no final do ano passado, 71% das empresas desse segmento tiveram queda na fatura do mês, enquanto pelo menos 63% dos estabelecimentos desse tipo precisaram se adequar às normas de segurança sanitária. É o que revela o empresário Alex Vicente Nalin, proprietário de uma loja de acessórios automotivos.

“O movimento da loja diminuiu bastante porque a maioria das pessoas está ficando em casa. A situação está ficando cada vez mais difícil. Apesar disso, estamos tomando todos os cuidados com as normas de segurança, de distanciamento social, álcool em gel, faixa de um metro por pessoa e o uso obrigatório de máscaras”, afirmou. 

Sebrae promove orientações para reabertura segura das academias

Brasil apresenta baixa testagem de Covid-19, desde o início da pandemia

Como o setor automotivo é considerado um dos serviços essenciais para a mínima organização social no Brasil, é preciso que todas as lojas e empresas do setor se adequem às normas de segurança para evitar à Covid-19 e ajudar na reabertura mais rápida do comércio. Por isso, o Sebrae preparou orientações para este segmento, com objetivo de ajudar os empresários do setor Automotivo em uma retomada mais rápida das atividades do negócio onde estiverem fechados e a manutenção segura onde há possibilidades de funcionamento.  
 
O coordenador Nacional do Segmento Automotivo do Sebrae, João Augusto Pérsico, destaca que além das medidas de segurança como uso de máscara, limpeza constante e a disponibilização de álcool em gel, é preciso que os empresários procurem atrair os clientes por meio das redes sociais.

“Outro ponto é que o empresário não pode ficar aguardando o cliente, é necessário utilizar as redes sociais e outros mecanismos para buscar e ampliar o faturamento. E o Sebrae pode ajudar nisso e em muito mais”, destacou.   

Desta forma, é possível mostrar seu trabalho para mais pessoas mesmo sem o contato físico. Para mais informações sobre esses e outros setores acesse: www.sebrae.com.br/cuidados.

#ContinueCuidando



Fonte: Brasil 61

Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *