Covid-19: 3,5 milhões de doses da vacina são distribuídas pelo MS

O Ministério da Saúde já está distribuindo 3,5 milhões de novas doses da vacina contra a Covid-19 aos estados do país. 
 
As doses são destinadas para a vacinação de idosos entre 60 e 69 anos e agentes das forças de segurança e salvamento e Forças Armadas que atuam na linha de frente do combate à pandemia. 

Nesta leva parte das vacinas é destinada para a primeira dose e a outra parcela para a segunda aplicação. 
 
São 2,8 milhões de doses da vacina da AstraZeneca/Oxford, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), e 700 mil doses da Coronavac, do Instituto Butantan – os dois imunizantes são produzidos no Brasil com matéria-prima importada. A divisão das vacinas entre os estados e Distrito Federal é feita de forma proporcional, pactuada com o Conass e o Conasems.

Covid-19: vacinação do grupo prioritário deve ser concluída até setembro, estima o Ministério da Saúde

Rede Monitoramento Covid Esgotos: seis capitais passam a ser fiscalizadas
 
O Ministério da Saúde já destinou mais de 57,3 milhões de doses da vacina contra a Covid-19, para todos os estados. A quantidade de imunizantes tem alcance estimado em para 32,6 milhões de pessoas. Até o dia 22 de abril, mais de 34 milhões de doses já haviam sido aplicadas.

Pfizer

O Ministério da Saúde anunciou, também, que os estados e municípios devem receber 1 milhão de doses da vacina contra a Covid-19 fabricadas pela Pfizer/BioNtech no mês de maio. 

Serão distribuídas inicialmente 500 mil doses no início do mês para a primeira imunização. Uma semana depois, será encaminhada nova remessa com mais 500 mil doses.  

De acordo com a pasta, a Pfizer vai adiantar a entrega de 2 milhões de doses do imunizante para o Brasil, ainda no primeiro semestre do ano. O governo brasileiro tem um contrato com a farmacêutica para a entrega de 100 milhões de doses até o final de 2021. A expectativa é que 15,5 milhões de doses da vacina da Pfizer sejam entregues nos meses de abril, maio e junho.



Fonte: Brasil 61

x

c

Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *