Concentração do coronavírus continua elevada nos esgotos de Belo Horizonte, Brasília, Curitiba e Rio de Janeiro

A concentração de coronavírus nos esgotos de Belo Horizonte, Brasília, Curitiba e Rio de Janeiro continua elevada. A informação é do Boletim de Acompanhamento n° 01/2021 da Rede Monitoramento COVID Esgotos, com dados até 13 de maio. Apenas Belo Horizonte e Brasília tiveram uma redução da carga viral, em relação à última medição.

No entanto, a carga viral na capital mineira segue em patamar elevado. Em 11 de maio, o indicador chegou a 4,4 trilhões de cópias do vírus por dia – o menor valor desde 13 de outubro de 2020, quando foram registrados 1,6 trilhão de cópias. Os números são referentes a duas estações de tratamento de esgoto, que atendem cerca de 70% da população belo-horizontina.

Brasília apresentou uma carga de 7,7 trilhões de cópias do coronavírus diariamente, em 13 de maio, em oito estações de tratamento, que atendem cerca de 80% da população. Em 15 de abril, o Distrito Federal chegou a registrar 200 trilhões de cópias diárias.

Covid-19: Fiocruz alerta para tendência de agravamento da pandemia no Brasil

Covid-19: estados já podem ampliar vacinação com doses da Pfizer para municípios

Já Curitiba apresentou aumento nas cargas virais nas últimas semanas. Em 11 de maio, foram registradas 12,6 trilhões de cópias do coronavírus por dia – patamar considerado elevado. O monitoramento foi realizado em todas as cinco estações de tratamento de esgoto da cidade.

No Rio de Janeiro, as concentrações estão acima de 25 mil cópias do vírus por litro, o que é considerado elevado. A situação foi registrada em todos os dez pontos monitorados nas semanas epidemiológicas 18 (2 a 8 de maio) e 19 (9 a 15 de maio).

A Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA), que coordena a Rede, ressalta a importância de manter as medidas de prevenção e controle para a redução da disseminação do coronavírus.



Fonte: Brasil 61

Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *