Anvisa autoriza importação da Covaxin sob condições controladas

A  Anvisa autorizou nesta sexta-feira (4) a importação excepcional da vacina Covaxin pelo Ministério da Saúde, para fins de distribuição e uso em condições controladas. A autorização definiu a quantidade de 4 milhões de doses, que poderá ser utilizada somente sob condições específicas determinadas pela Agência. 

Para a autorização parcial, a Anvisa considerou o cenário da pandemia no Brasil, as adequações e os novos dados apresentados no recente pedido de importação, bem como as lacunas de informação ainda existentes na análise dos dados da Covaxin e as ações mitigatórias propostas pelas áreas técnicas. 

62,7% dos municípios relatam aumento de casos da Covid-19

PrevCOV: selecionados para participar da pesquisa já estão sendo contatados pelo Ministério da Saúde

Na prática, as doses deverão ser utilizadas dentro de condições controladas, sob responsabilidade do Ministério da Saúde. 

Com relação ao pedido de compra da vacina Sputnik, a Anvisa também autorizou parte da importação. Os estados autorizados a receberem as doses foram Bahia, Ceará, Maranhão, Pernambuco, Piauí e Sergipe. As principais condições para o uso da Sputnik preveem alguns pontos, dentre eles, a importação somente de vacinas das fábricas inspecionadas pela Anvisa na Rússia (Generium e Pharmstandard UfaVita) e notificação de eventos adversos graves em até 24 horas. 
 



Fonte: Brasil 61

Please follow and like us:
Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *