CPI da Pandemia ouvirá sócio da Precisa Medicamentos sobre compra da Covaxin

Nesta quarta-feira (23), a partir das 9h, a CPI da Pandemia vai ouvir o empresário Francisco Emerson Maximiano, sócio da Precisa Medicamentos. O depoente deve esclarecer se houve algum tipo de irregularidade no processo de compra da vacina indiana Covaxin pelo Brasil.

O requerimento para convocação do empresário foi de autoria do senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), que afirmou ser necessário apurar um eventual beneficiamento ilícito nas tratativas entre a Precisa Medicamentos e o Ministério da Saúde para aquisição da Covaxin. Esse contrato foi o único realizado pelo Brasil que contou com a intermediação de uma empresa. Na linha de investigação da CPI, também é destacado que a aquisição do imunizante apresentou um preço quatro vezes maior do que as vacinas que já estavam em tratativas no País.

Portaria direciona recursos de emendas parlamentares para a Saúde

Covid-19: Queiroga afirma que todos os brasileiros acima de 18 anos devem receber primeira dose da vacina até setembro

Os senadores também buscam esclarecer se houve alguma pressão para que a Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizasse o uso da Covaxin no Brasil, já que a compra e inclusão do imunizante no Plano Nacional de Imunização (PNI) foram realizadas antes mesmo da sua aprovação pela agência.

Fonte: Brasil 61

Please follow and like us:
Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *