Saiba quanto cada município recebeu do MS para compra de Teste Rápido de Gravidez

O Ministério da Saúde repassou, por meio do Fundo Nacional de Saúde, mais de R$ 1,9 milhão para os municípios investirem na aquisição de Teste Rápido de Gravidez (TRG). O valor é suficiente para compra de mais de 3,3 milhões de testes. 

O recurso é direcionado para o atendimento das mulheres acolhidas pela Rede Cegonha. A estratégia promove o bem-estar da gestante e contribui para diminuição das mortalidades infantil e materna na rede de saúde do SUS em cada cidade. 

Especialistas ressaltam atenção à saúde emocional dos alunos no retorno às aulas

Todos os 5.570 municípios do País foram contemplados com recursos e os valores foram estipulados pelo custo unitário do TRG multiplicado pelo número de nascidos no município em 2019, mais 20%. 

Os custos unitários dos testes são referentes aos praticados no mercado em 2020. O Ministério da Saúde estimou o valor mínimo de R$ 56 para cada kit, com 100 testes. 

Veja no mapa os valores repassados para Rede Cegonha na sua cidade. 

O TRG é eficaz em detectar os hormônios da gestação (HCG) por meio da urina. O resultado é conhecido em até cinco minutos e varia de acordo com as reações de anticorpos contidos nos testes. A gravidez é confirmada quando o visor do mecanismo mostrar duas listras coloridas. A precisão do TRG é superior a 99%. 

O TRG pode ser realizado nas Unidades Básicas de Saúde por mulheres adultas, jovens e adolescentes. As mulheres têm direitos de autonomia e sigilo preservados, podendo, inclusive, fazer o teste de gravidez fora do ambiente hospitalar. No entanto, as equipes de saúde das cidades devem buscar acolher as mulheres com resultado positivo para orientar, informar e fortalecer o vínculo com a gestante. 

“É ali, no início das primeiras semanas, que tem o principal desenvolvimento do embrião, em relação à parte cerebral, toda parte cognitiva. Então, quanto mais cedo essa gestante souber que está grávida, melhor será o acompanhamento dessa gestão e do desenvolvimento desta criança”, explica a biomédica Maria Gabriela, especialista em microbiologia clínica e C.E.O do laboratório Pertencer.   

Foto: Arquivo febrasgo.org.br

Nos municípios 

A região Nordeste do País teve 1.794 municípios contemplados com os recursos do Ministério da Saúde para aquisição de TRG nas cidades. A região Sudeste teve 1.668 municípios agraciados, a Sul, 1.191, o Centro Oeste. 467, e o Norte, 450. 

Em Governador Valadares (MG), por exemplo, o recurso repassado pelo Ministério da Saúde, de R$ 2,5 mil, pode ser usado para aquisição de cerca de 50 kits de TRG, quantidade suficiente para atender mais de cinco mil mulheres no município. 

“É extremamente importante ter esse teste nas UBS. Quando a mulher procura a unidade de saúde com suspeita, é importante que tenha o teste. Nós temos procura e, só para se ter uma ideia, eu tenho 1.493 gestantes cadastras até ontem. Hoje, com certeza, vai ter mais”, conta Caroline Sangali, Secretária de Saúde de Governador Valadares (MG). 

Uberlândia – MG terá R$ 6,5 mil e o dinheiro pode ser suficiente para compra de 116 kits de TRG, com alcance estimado de 11.600 mulheres. O recurso da Rede Cegonha chega em hora certa. 

“Não dispomos de teste rápido na rede, no momento. Todas as mulheres que buscam nossa rede têm exames de Beta HCG coletados e, entre 24h e 48h, esses testes têm resultados”, diz Carina de Oliveira, coordenadora da Atenção Primária e das Redes Temáticas, de Uberlândia – MG. 

As cidades que mais tiveram recursos para aquisição de TRG pela Rede Cegonha foram São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. 

Ranking dos 10 maiores repasses da Rede Cegonha para compra de TRG: 

  • São Paulo – R$ 106 mil 
  • Rio de Janeiro – R$ 51 mil
  • Brasília – 28 mil
  • Manaus – R$ 25 mil
  • Fortaleza – R$ 23 mil
  • Salvador – R$ 22 mil
  • Belo Horizonte – R$ 19 mil
  • Curitiba – R$ 14 mil
  • Recife – R$ 14 mil
  • Goiânia – R$ 13 mil

Veja os repasses do Ministério da Saúde para a Rede Cegonha da sua cidade no mapa abaixo!

https://brasil61.com/widgets/mapa/79

Fonte: Brasil 61

Please follow and like us:
Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *