PROJETO SÃO FRANCISCO: Estação retoma bombeamento completo do trecho 1 no Eixo Norte

O Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco tem 260 quilômetros de extensão, três estações de bombeamento, 15 reservatórios, oito aquedutos e três túneis (Foto: Divulgação)

O Governo Federal retomou o bombeamento completo das águas do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco. Após uma pausa programada para manutenção dos equipamentos, a Estação de Bombeamento 1 voltou a operar em ritmo normal.

VEJA MAIS:
No primeiro semestre, Governo Federal investiu R$ 435 milhões em segurança hídrica na região Nordeste
Governo Federal autoriza repasse de R$ 46,9 milhões para obras no Cinturão das Águas do Ceará
Governo Federal libera R$ 40 milhões para a continuidade das obras da Vertente Litorânea
Para ministro Rogério Marinho, segurança hídrica é meio para reduzir desigualdades regionais

Aproveitando a pausa operacional, as equipes de manutenção também fizeram a substituição das válvulas das estações 2 e 3. As intervenções vão reforçar a distribuição de água na região do semiárido nordestino.

Sérgio da Costa, secretário nacional de Segurança Hídrica do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), explica como foi esta fase de manutenção no projeto e as próximas etapas.

“Pela primeira vez, desde sua implantação, o Eixo Norte vai ter em operação todos os conjuntos, motobombas, instalados. E até o final de agosto, as três estações de bombeamento do Eixo Norte estarão operando com duas linhas de motobomba, ou seja, a capacidade máxima instalada atualmente.”

O Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco tem 260 quilômetros de extensão, 3 estações de bombeamento, 15 reservatórios, 8 aquedutos e 3 túneis. 

Segundo o MDR, todas as estruturas responsáveis pela passagem de água até o Reservatório Caiçara, na Paraíba, estão concluídas, restando apenas oito quilômetros de canais até o reservatório Engenheiro Avidos, também na Paraíba, e serviços complementares que não comprometem a pré-operação.

Após a conclusão das obras, a expectativa é que o Eixo Norte garanta segurança hídrica a 6,5 milhões  pessoas em 220 cidades da Paraíba, Pernambuco, Ceará e Rio Grande do Norte.
 

Fonte: Brasil 61

Please follow and like us:
Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *