Campanha para coleta de DNA ajuda a encontrar pessoas desaparecidas

Foto: Arquivo/Agência Brasil

No mês de junho, a Campanha Nacional de Coleta de DNA de Familiares de Pessoas Desaparecidas fez uma mobilização que colheu material genético de mais de duas mil famílias de desaparecidos e possibilitou, até agora, que 18 famílias tivessem informação sobre seus parentes. 

A campanha foi realizada de 14 a 18 de junho, coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, por meio da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) em parceria com os estados. Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul, Goiás e Minas Gerais foram os estados que tiveram maior adesão.

No Brasil 172 pessoas desaparecem por dia

RR: iniciada campanha que coleta DNA de familiares de pessoas desaparecidas

O serviço de coleta de material genético está disponível durante todo o ano todo. O DNA deve ser doado, preferencialmente, pelo pai ou mãe do desaparecido, além de filhos, irmãos e pessoa com quem ele teve filhos. 

Para fornecer os dados e o DNA, parentes de pessoas desaparecidas deverão procurar o local indicado por cada uma das Secretarias de Segurança Pública, nas 27 unidades da federação. O local de coleta de cada estado está disponível no site do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Fonte: Brasil 61

Please follow and like us:
Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *