CPI da Covid no Senado: quinta-feira de não respostas e quebra de sigilo

Foto: Orlando Brito

esperada inquirição de Francisco Maximiano, proprietário da Precisa Medicamentos, tida como intermediária na aquisição das vacinas Covaxin foi, igualmente a outras, carregada de tensão e não respostas. O empresário valeu-se de habeas-corpus obtido no Supremo para não incriminar-se e acabou provocando irritação dos senadores. 

A Comissão da Covid decidiu ampliar a quebra de sigilo do deputado Ricardo Barros, um dos acusados de participação no caso da compra ilegal de imunizantes. Em sua página no Twitter, ele se defende: – Todos sem exceção negaram meu envolvimento na oferta de Covaxin ao governo. A CPI insiste em narrativa falsa.
 

A Foto:

Orlando BritoUm dos mais conhecidos e premiados fotógrafos do país, Orlando Brito nasceu em Minas e chegou a Brasília ainda menino, no início de sua construção, em 1956. Fez viagens por mais de 60 países, em coberturas presidenciais, papais e esportivas, como Copas do Mundo e Olimpíadas. Tem seis livros publicados e quatro outros no prelo. Recebeu vários prêmios, entre eles o Press Photo do Museu Van Gogh. de Amsterdã. Onze vezes Prêmio Abril de Fotografia. Bolsa da Fundação Vitae, de São Paulo, em 1991. Várias exposições individuais e obras no acervo de diversos museus do mundo.

Fonte: Brasil 61

Please follow and like us:
Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *