Amazonas vai receber quase meio milhão de reais

Plantação em situação de estiagem. Foto: Gianni Crestani (Pixabay).

Duas cidades do Amazonas vão receber recursos do Governo Federal para investir na defesa civil. Ao todo, serão quase um milhão e meio de reais para ações nos municípios de Parintins e de São Paulo de Olivença. Os recursos serão usados na compra de cestas básicas, colchões e combustível e no aluguel de embarcações. Os dois municípios foram atingidos por inundações.

A decisão foi publicada na edição desta segunda-feira (13) do Diário Oficial da União (DOU).  Por todo o Brasil, estados e municípios podem solicitar recursos do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), para ações de resposta a desastres naturais e de reconstrução de infraestrutura pública danificada.

Karine Lopes, diretora de Articulação e Gestão da Defesa Civil Nacional, explica como deve ser feita a solicitação. “Para solicitar o recurso, o ente deve ter o reconhecimento federal de situação de emergência ou estado de calamidade pública. Os pleitos devem ser remetidos por meio do S2iD, o Sistema Integrado de Informações sobre Desastres. É importante que todos os municípios estejam cadastrados e com os cadastros atualizados”, destacou.

ORÇAMENTO 2022: prazo para buscar dinheiro de emendas parlamentares pode começar em outubro

“Cenário de volta às aulas em 2021 é desafiador”, diz presidente do Consed

Como solicitar recursos federais

Para fazer a solicitação, os estados e municípios afetados por desastres naturais devem ter decretado situação de emergência ou estado de calamidade pública. Em seguida, é preciso solicitar o reconhecimento federal ao MDR, por meio do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2iD). O pedido deve atender aos critérios da Instrução Normativa n. 36/2020.

Depois da publicação do reconhecimento federal por meio de portaria no DOU, o ente federado pode solicitar repasses para restabelecimento de serviços essenciais e reconstrução de infraestrutura pública danificada pelo desastre.

Com base nas informações enviadas por meio do S2iD, a equipe técnica da Defesa Civil Nacional avalia as metas e os valores solicitados. Com a aprovação, é publicada portaria no DOU com a especificação do valor a ser liberado.

Fonte: Brasil 61

Please follow and like us:
Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *