Jundiaí (SP) ganha três novos reservatórios de água para abastecimento da população

As obras dos reservatórios contaram com R$ 16,5 milhões em investimentos, sendo R$ 14,7 milhões financiados pela CAIXA, com recursos do FGTS, e o restante em contrapartidas do município (Foto: Prefeitura de Jundiaí)

A cidade de Jundiaí, em São Paulo, conta agora com mais três reservatórios de água para garantir o abastecimento da população. As novas infraestruturas foram entregues nesta quarta-feira, 15 de setembro. Outro reservatório já foi entregue e mais um está em obras e será entregue ao município paulista assim que concluído. 

Executadas pela DAE Jundiaí, as obras dos três reservatórios contaram com mais de 14 milhões de reais de investimento, por meio de financiamento com recursos do FGTS, o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço.

Os reservatórios vão beneficiar cerca de 90 mil pessoas. Pedro Maranhão, secretário Nacional de Saneamento, ressalta que a entrega também é uma forma de atrair investimentos para a cidade.

“Hoje inauguramos aqui em Jundiaí reservatórios com capacidade para 15 milhões de metros cúbicos, dando segurança de abastecimento para a cidade de Jundiaí. E ao mesmo tempo dando melhorando o ambiente de investimento para novas empresas que queiram investir aqui na cidade”.

O sistema completo conta com os reservatórios FazGran, Distrito Industrial e Jardim Carlos Gomes, inaugurados hoje, além do reservatório Cecap e da Estação de Tratamento de Água do Anhangabaú. 

Walter da Costa e Silva Filho, presidente da DAE Jundiaí, comentou a importância das novas estruturas para a região.

“Isso para a cidade é um momento, principalmente agora na crise hídrica, é um momento de glória para nós. Porque estamos abastecendo toda a região com mais água. Não que isso seja para que a população gaste mais água, mas para que não falte água”. 

Desde janeiro, o MDR repassou quase 290 milhões de reais para garantir a continuidade de empreendimentos de saneamento básico pelo País. 

Para saber mais sobre som programas e ações do Ministério do Desenvolvimento Regional, acesse mdr.gov.br.

Fonte: Brasil 61

Please follow and like us:
Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *