overno Federal lança projeto para revitalizar bacia hidrográfica do Rio Urucuia

O Pró-Águas Urucuia prevê o plantio de mais de 4 milhões de mudas de espécies nativas do cerrado ao longo dos cinco ano de execução. Presidente Jair Bolsonaro plantou uma das primeiras durante a cerimônia desta sexta-feira. Foto: Adalberto Marques/MDR

Mais de nove mil propriedades rurais de Goiás e Minas Gerais vão receber quatro milhões e meio de mudas de espécies nativas do cerrado ao longo de cinco anos. A ação faz parte do projeto Pró-Águas Urucuia, lançado pelo Governo Federal nesta sexta-feira, 17 de setembro.

O projeto faz parte do Programa Águas Brasileiras, coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Regional, o MDR. A iniciativa busca revitalizar bacias hidrográficas do País. 

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, esteve presente ao lançamento e falou sobre a importância do projeto:

“Preservar nossas nascentes é preservar o nosso futuro. Este programa, desde que foi lançado, tem sido um sucesso. Várias empresas de grande porte do país têm patrocinado ações de revitalização das nossas bacias”

As propriedades rurais estão distribuídas em 14 cidades goianas e mineiras. Elas vão contar com mais de 100 milhões de reais para investir na conservação do solo e na recomposição da vegetação em áreas degradadas ao longo do Rio Urucuia.

Uma das beneficiadas é a produtora rural Ingrid Soares. Ela ressaltou que, além da recuperação ambiental, o projeto vai gerar empregos na região.

“A recuperação de uma área degradada é sempre muito bem-vinda em qualquer área. Vai estar beneficiando a população tanto na questão da sustentabilidade e também na geração de emprego e renda pra região”.

Também presente ao lançamento do programa, o presidente Jair Bolsonaro lembrou a importância do Rio São Francisco para garantir a segurança hídrica na região Nordeste. 

“Quem diria, daqui de Minas Gerais, água para nosso Nordeste brasileiro. Tenho andado pelo Nordeste com o ministro Rogério Marinho. Alegria daquele povo quando se abre um poço artesiano, ou se inaugura um trecho da transposição do Rio São Francisco, não tem preço “.

Nesta sexta-feira, também foram entregues 371 máquinas e equipamentos a 24 municípios do noroeste mineiro. Eles serão usados pelas prefeituras na revitalização de áreas degradadas e em atividades diversas de produção e apoio. Além disso, cerca de 20 mil alevinos da espécie curimatã-pacu foram soltos no Rio Urucuia para revitalização da fauna local.

Fonte: Brasil 61

Please follow and like us:
Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *