Governo Federal autoriza repasse de R$ 2 para três municípios atingidos por desastres naturais

Foto: MDR/divulgação

O Governo Federal autorizou o repasse de mais de 2 milhões de reais para ações de defesa civil para três cidades brasileiras atingidos por desastres naturais. 

A maior parte do repasse, quase 1 milhão e meio de reais, será destinada à cidade de Viçosa, em Minas Ferais. Os recursos serão usados na reconstrução de uma ponte sobre o Rio Turvo Sujo danificada por chuvas intensas. 

Em Santa Catarina, a cidade de Santa Terezinha foi atingida por vendaval e terá cerca de 650 mil reais para reconstruir uma quadra coberta localizada no Distrito do Craveiro. 

Já o município de São Domingos, também em Santa Catarina, registrou estiagem e teve repasse aprovado de quase 60 mil. O recurso será usado na compra de combustível para veículos que fazem o transporte de água para a população.

Em todo o Brasil, estados e municípios podem solicitar recursos do Ministério do Desenvolvimento Regional, o MDR, para ações de resposta a desastres naturais e de reconstrução de infraestrutura pública danificada. 

Karine Lopes, diretora de Articulação e Gestão da Defesa Civil Nacional, explica como deve ser feita a solicitação.


}”Para solicitar o recurso, o ente deve ter o reconhecimento federal de situação de emergência ou estado de calamidade pública. Os pleitos devem ser remetidos por meio do S2iD, o Sistema Integrado de Informações sobre Desastres. É importante que todos os municípios estejam cadastrados e com os cadastros atualizados.”

O S2iD pode ser acessado no endereço s2id.mi.gov.br. 

Também nesta sexta-feira, dia 17 de setembro, a Defesa Civil Nacional reconheceu a situação de emergência em 16 cidades das regiões Norte, Nordeste e Sul atingidas por desastres naturais.

Para saber mais sobre as ações de proteção e defesa civil do Ministério do Desenvolvimento Regional, acesse mdr.gov.br.

Fonte: Brasil 61

Please follow and like us:
Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *