Porto Alegre (RS) vai receber R$ 771 mil do Governo Federal para obras de drenagem urbana

Cerca de cinco mil empregos serão gerados com as obras. Foto: Nacho Santana/Pexels

A cidade de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, vai receber R$ 771 mil do Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), para investir em saneamento básico. Os recursos serão usados na ampliação do sistema de macrodrenagem da bacia do Arroio da Areia. Serão implantados reservatórios de detenção, que vão beneficiar 32,9 mil famílias. Cerca de 5,2 mil empregos serão gerados nas obras.

O secretário nacional de Saneamento do MDR, Pedro Maranhão, reforça o impacto positivo dos investimentos no setor. “A falta de acesso a serviços básicos, como tratamento de água e esgoto, coloca em risco a saúde da população. Além disso, a falta de saneamento também é um problema ambiental. Esta gestão tem se esforçado para mudar essa situação, dando continuidade à importantes obras do setor”, afirma.

Nesta terça-feira (5), o MDR também repassou recursos para obras de saneamento nas cidades de Salvador (BA), Belém (PA), Ji-Paraná (RO), Natal (RN) e São Paulo (SP). No total, foram destinados mais de R$ 6 milhões.

Investimentos

Desde janeiro, R$ 298,8 milhões do Orçamento Geral da União (OGU) foram repassados pelo MDR para garantir a continuidade de empreendimentos de saneamento básico pelo País. Outro R$ 1,1 bilhão foram assegurados para financiamentos por meio do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e de outros fundos federais financiadores.
Atualmente, a carteira de obras e projetos da Pasta no setor – contratos ativos e empreendimentos em execução ou ainda não iniciados – é de 1.151 empreendimentos, somando um total de R$ 42,9 bilhões, sendo R$ 25,1 bilhões de financiamentos e de R$ 17,7 bilhões de Orçamento Geral da União.

Fonte: Brasil 61

Please follow and like us:
Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *