Depressão em crianças: como identificar?

Foto: Reprodução/Canal Dr. Ajuda

A tristeza é uma reação normal diante de situações que geram frustração e desconforto. Por meio da tristeza, aprendemos a aceitar a realidade e mudar nosso jeito de lidar com ela. Não devemos evitá-la, e sim aceitá-la e ajudar as crianças a lidar com ela. Mas quando desconfiar que a tristeza não é normal e como diferenciar tristeza de depressão?

  1. A tristeza é passageira e temporária, em geral de minutos a horas. Depois, a criança volta a ter um estado tranquilo, calmo, que tende para o alegre. Já na depressão, o estado de tristeza, desânimo, falta de interesse, falta de prazer e irritabilidade tende a ser contínuo, com duração de vários dias, semanas e até meses. Esta fase, para ser considerada depressão, deve durar no mínimo 2 semanas.
  2. Na depressão, a criança e adolescente tem pensamentos negativos persistentes sobre ela, como achar o corpo feio, se achar chata, burra, sem amigos ou culpada excessivamente, ou sobre o mundo, com um pessimismo de achar que as coisas sempre dão errada ou uma desesperança de achar que não tem jeito de as coisas melhorarem no futuro.
  3. Há alterações biológicas como alterações de sono, alteração de apetite, alteração de energia e alteração de concentração. 
  4. Na tristeza, muitas vezes a reação está ligada a um ambiente, por exemplo na escola. Enquanto na depressão ela permanece em todos os lugares, seja casa, escola, casa de parentes ou amigos.
  5. Na depressão há um prejuízo significativo na vida da criança ou adolescente. Em geral, a pessoa deixa de se cuidar, as notas da escola caem, há um isolamento social e uma falta de vontade de fazer qualquer atividade.
  6. Na depressão, em casos mais graves, as pessoas têm pensamentos de se machucar e de morrer, chegando até a construir ideação suicida e realizar tentativas de suicídio se não forem ajudadas.

Fique de olho!

CONTEÚDO PARA EMISSORAS DE RÁDIO: Nesta edição, você pode utilizar dois áudios sobre o tema:

  1. Tristeza vs depressão
  2. Como diferenciar tristeza da depressão?

Para saber mais, assista ao vídeo do Dr. Ajuda sobre o assunto. 

Continue Lendo#blog#Crianças#Dr. Ajuda!#Saúde

Fonte: Brasil 61

Please follow and like us:
Pin Share
Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *