Mais de R$ 520 milhões serão investidos em estradas vicinais em São Paulo

Foto: Ascom/Prefeitura Rio Claro (SP)

Mais de R$ 520 milhões serão investidos para a construção de estradas vicinais no estado de São Paulo. As obras estão sob responsabilidade do DER (Departamento de Estradas de Rodagem). A Secretaria de Logística e Transportes do Governo de São Paulo iniciou a construção das estradas, nesta quarta-feira (6).

O investimento vai beneficiar 16,7 milhões de pessoas em todo o estado. Serão 745 quilômetros,  totalizando 66 vias com previsão de conclusão de um ano.
Além de melhorar a logística e ajudar os municípios na manutenção de caminhos que impactam no escoamento da produção agrícola, o empreendimento vai gerar quase 10 mil vagas de empregos. As próximas fases de recuperação da vicinais paulistas vão gerar 30 mil novos empregos e serão investidos R$ 3,3 bilhões, informou o Governo de São Paulo.

Pro Trilho conta com investimento de R$ 80 bi

Garanhuns (PE) vai receber mais de R$ 30 mil para obras nas estradas

A especialista em infraestrutura de transportes da Universidade de Brasília (UnB), professora Michelle Andrade, explica o que são rodovias vicinais. “São destinadas a conexões de curta distância e na sua maioria não são pavimentadas. Normalmente são vias gerenciadas pelos municípios e que fazem ligações da zona rural com as rodovias geridas pelo Estado ou que são geridas pela União, rodovias federais.”

Michelle Andrade afirma que obras como essas são fundamentais para a economia brasileira, que é baseada nas atividades agroindustriais. “A rede de rodovias vicinais é de extrema importância já que é onde se inicia a cadeia de distribuição da nossa produção agrícola. A realização de investimentos em infraestrutura de estradas vicinais com certeza pode nos tornar um país mais competitivo associado a essas questões de custo logístico”.

Após estudo do DER de São Paulo, realizado em conjunto com as Prefeituras a partir de 2019, as vicinais foram divididas em categorias: estradas que ligam pólos geradores de produtos, como fazendas, empresas e rodovias estaduais, além das vias que dão acesso a municípios vizinhos.
 

Fonte: Brasil 61

Please follow and like us:
Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *