Em Sergipe, ministro Rogério Marinho visita obra de esgotamento sanitário da Bacia do Rio Poxim

Ao todo, cerca de 35 mil habitantes serão beneficiados as obras de esgotamento sanitário, que irão aumentar o grau de pureza da água captada no Rio Poxim - Foto: Erasmo Salomão/MDR

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, visitou nesta terça-feira (26), em São Cristóvão (SE), as obras de complementação do Sistema de Esgotamento Sanitário (SES) da Bacia do Rio Poxim e de implantação do SES em localidades nas áreas de influência das sub-bacias 01 e 02 do rio. Ao todo, cerca de 35 mil habitantes serão beneficiados com essas intervenções, que irão aumentar o grau de pureza da água captada

no Rio Poxim.

“Estamos impressionados com a magnitude e o impacto desta obra aqui na região. É evidente que ela tem um efeito muito importante para a saúde das pessoas, para a melhoria da qualidade de vida e também na questão de tratarmos o rio que abastece o sistema de água aqui da região”, afirmou Marinho. “São obras integradas que têm o mesmo objetivo: buscar a universalização do sistema de tratamento de esgoto na capital sergipana e na região metropolitana”, completou.

O investimento nas obras é de R$ 59 milhões, sendo R$ 14,6 milhões em repasse por meio do Orçamento Geral da União, R$ 33,3 milhões de financiamentos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), por meio do Programa Avançar Cidades, e R$ 11 milhões em contrapartida do governo do estado, que também atua como executor do projeto.

As obras incluem a construção de 88,1 mil metros de rede coletora de esgotos, 10,5 mil metros de coletores tronco, 13,7 mil metros de emissários, 2,3 mil metros de ligações prediais, três estações elevatórias e uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), localizada no Loteamento Rosa do Oeste, no Bairro Rosa Elze, em São Cristóvão.

A agenda integra a programação da Jornada das Águas – evento que partiu da nascente histórica do Rio São Francisco, no norte de Minas Gerais, e já passou por Bahia, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Piauí e, agora, Sergipe e ainda seguirá para Alagoas. Em cada um desses estados o MDR vem apresentando anúncios e entregas de obras de infraestrutura hídrica, preservação e recuperação de nascentes e cursos d’água, saneamento, irrigação, apoio ao setor produtivo e aos municípios, além de mudanças normativas que vão revolucionar a maneira como o brasileiro se relaciona com a água.

Fonte: Brasil 61

Please follow and like us:
Pin Share
Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *