Sergipe: Governo Federal inaugura sistema de esgotamento sanitário de Japoatã

Foto: MDR/Divulgação

O Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), inaugurou nesta quarta-feira (27) o Sistema de Esgotamento Sanitário de Japoatã, no interior de Sergipe. A obra recebeu investimento federal de R$ 6,8 milhões e conta com quatro estações elevatórias, 2 mil metros de linha de recalque, 10 mil metros de redes coletoras e 1,8 mil ligações domiciliares.

 

A Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) é composta de lagoa facultativa e lagoa de maturação em série, lagoa de polimento, leitos de secagem e 696 metros de extensão do emissário. A intervenção vai aumentar a qualidade da água de Japoatã e beneficiar mais de 4,3 mil pessoas.
Presente à inauguração, o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, destacou a importância do sistema para a população da cidade sergipana.

“Essa é uma pequena cidade aqui em Sergipe, mas é uma demonstração do nosso compromisso com o saneamento básico do nosso País. Nós entendemos que qualquer ação de governo tem que levar em consideração a saúde das pessoas. Eu tenho afirmado que saneamento significa saúde, significa desenvolvimento, significa libertação de um povo.”

O prefeito de Japoatã, Cláudio Samam, comemorou o investimento feito na cidade pelo Governo Federal.  “Hoje é um dia muito especial para o nosso município de Japoatã, que está recebendo essa obra maravilhosa que é do tratamento do esgoto. Chegou à obra na hora certa. Que é tratar desses esgotos a céu aberto e, com isso, melhorar a qualidade de vida das pessoas. O saneamento básico é muito importante. Mais ou menos 70% da nossa cidade já está com a rede de esgoto com essa base maravilhosa e espaçosa.”

Também nesta quarta, o ministro Rogério Marinho assinou ordens de serviço para implantação do sistema de esgotamento sanitário da cidade de Cedro e para instalação de bombas no Projeto de Irrigação Jacaré-Curituba. 

Com investimento federal de quase 5 milhões de reais, as bombas vão contribuir para o desenvolvimento da agricultura irrigada na região, atendendo mais de 10 mil pessoas das cidades de Canindé de São Francisco e de Poço Redondo.

Jornada das Águas

A rota que vem sendo percorrida pela equipe do MDR desde o dia 18 de outubro, em São de Roque de Minas (MG), inclui anúncios, entregas e liberações de recursos em dez estados. Nesse período, tem sido promovida uma série de iniciativas que têm como essência quatro eixos: de infraestrutura, com entregas, inaugurações e anúncios de obras que levarão água aos moradores das regiões mais secas do país; de sustentabilidade, com ações de saneamento básico e de preservação, conservação e recuperação de bacias hidrográficas; de desenvolvimento econômico e social, com o apoio a organização de arranjos produtivos locais, promovendo geração de emprego e renda; e de melhoria da governança, com a modernização de toda a regulação do setor.

“Não existe desenvolvimento econômico sem água. A água é o principal insumo estratégico do Brasil. Ela está nos alimentos que exportamos, na energia, na indústria, na saúde… Sem ela não há vida. É por isso que o governo vem atuando para garantir que a água chegue às pessoas, mas também para que ela seja preservada e continue disponível para as próximas gerações”, finaliza o ministro Rogério Marinho.
 

Fonte: Brasil 61

Please follow and like us:
Pin Share
Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *