Defesa Civil Nacional reconhece situação de emergência em Cruzeiro do Oeste (PR)

Foto: MDR/Divulgação

O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) reconheceu, nesta quinta-feira (11), a situação de emergência em Cruzeiro do Oeste, no Paraná, após a cidade registrar queda de granizo. Confira neste link portaria do Diário Oficial da União (DOU). 

No fim de outubro, a Defesa Civil Nacional enviou duas equipes do Grupo de Apoio a Desastres (Gade) para verificar os estragos causados pelas fortes chuvas que atingiram o estado entre os dias 22 e 24 do mesmo mês, em muitos casos acompanhadas por vendaval ou queda de granizo. Os técnicos deram apoio aos municípios afetados nos pedidos de reconhecimento de situação de emergência e de recursos para atendimento à população, restabelecimento de serviços essenciais e reconstrução de infraestrutura pública danificada.

Desde então, além de Cruzeiro do Oeste, outras 11 cidades do estado tiveram a situação de emergência reconhecida – Moreira Sales, Nova Londrina, Ramilândia, Japurá, Indianópolis, Alvorada do Sul, Foz do Iguaçu, Terra Rica, Farol, Ourizona e Rondon.

Repasse de recursos

Desses municípios, três já receberam recursos do MDR para ações de defesa civil. Japurá recebeu, em dois repasses, R$ 236 mil para ações de recuperação de telhados danificados e compra de cestas básicas, colchões e kits dormitório para as famílias atingidas.

Já em Ramilândia, o repasse foi de R$ 869 mil, também para recuperação de telhados residenciais e de prédios públicos danificados. Já Indianópolis teve acesso a R$ 62 mil para o restabelecimento de telhados de unidades residenciais de pessoas em situação de vulnerabilidade, beneficiando mais de 2,5 mil moradores.

Como solicitar recursos federais

Com o reconhecimento federal da situação de emergência, os gestores municipais podem pedir auxílio financeiro ao MDR. A solicitação deve ser feita por meio do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2iD). Com base nas informações enviadas, a equipe técnica da Defesa Civil Nacional avalia as metas e os valores solicitados. Com a aprovação, é publicada portaria no DOU com a especificação do montante a ser liberado.

Fonte: Brasil 61

Please follow and like us:
Pin Share
Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *