Ceará recebe 176 empreendimentos e mais de 13 mil moradias do Governo Federal

Com investimentos federais de R$ 600 milhões, o Ramal do Salgado vai beneficiar 4,7 milhões de pessoas em 54 cidades cearenses. Foto: Adalberto Marques/MDR

O Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), entregou, em 2021, 176 empreendimentos no Ceará. Além disso, foram contratadas 360 obras e retomadas 87. Também foram entregues 13.168 moradias, que beneficiaram mais de 52,6 mil pessoas com acesso à casa própria. O investimento federal no estado foi de R$ 178,2 milhões, entre recursos do Orçamento Geral da União (R$ 160,84 milhões) e do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Em outubro, o MDR anunciou edital para construção do Ramal do Salgado. Com investimentos federais de R$ 600 milhões, a estrutura vai beneficiar 4,7 milhões de pessoas em 54 cidades cearenses. A infraestrutura será responsável pelo transporte de água desde o Ramal do Apodi, na Paraíba, até o leito do Rio Salgado, ampliando a capacidade de entrega de água para Ceará.

Também em outubro, o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, assinou Ordem de Serviço para início das obras de recuperação e adequação da Barragem Banabuiú, obra que está sendo executada pelo Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), instituição vinculada ao MDR.

O MDR autorizou, ainda, o repasse de R$ 46,9 milhões para o Cinturão das Águas do Ceará. A infraestrutura faz parte do conjunto de obras do Projeto de Integração do Rio São Francisco e vai garantir segurança hídrica a mais de 4,5 milhões de cearenses.

Outra obra relevante é a Barragem Amarelas. Inaugurada em dezembro, em Beberibe, a infraestrutura hídrica vai atender mais de 30 mil pessoas da cidade com abastecimento de água. Além disso, o açude funcionará também como fonte de recursos hídricos para a irrigação de áreas às margens do Riacho Ezequiel. Outro benefício gerado pela barragem será o desenvolvimento de atividades de piscicultura, proporcionando a criação de um polo de desenvolvimento regional.

“Estamos levando água ao Nordeste brasileiro. A água que nos abraça, que nos humaniza, nos dá esse sentimento de solidariedade. Esse sentimento que nós somos todos brasileiros. Essa é a dignidade que nós esperamos. Esse é o trabalho que nós fazemos em prol do povo brasileiro”, afirma o ministro Rogério Marinho.

Habitação

Somente no segmento habitacional, 13.168 moradias foram entregues pelo Governo Federal no Ceará em 2021. Além disso, outras 9.535 unidades habitacionais foram contratadas.

Entre os empreendimentos habitacionais entregues está o Residencial Leandro Bezerra de Menezes, em Juazeiro do Norte. Foram inaugurados três conjuntos (I, II e III), cada um com 300 apartamentos. O investimento federal no empreendimento foi de R$ 72 milhões, dos quais R$ 60,2 milhões foram pagos desde 2019.

Outra entrega foi o Residencial Padre Cícero II e III, também em Juazeiro do Norte. O empreendimento conta com dois módulos de casas geminadas, o primeiro com 479 unidades e o segundo com 433. O investimento federal foi de R$ 70,2 milhões, sendo R$ 51,6 milhões foram repassados desde 2019.

Já na cidade do Crato, 982 famílias receberam suas casas em lotes individuais. O Residencial São Bento I e II recebeu R$ 73,6 milhões de investimento federal, dos quais R$ 55,8 milhões foram repassados desde 2019.

“A entrega de casas populares, como vem ocorrendo a cada semana, reforça o compromisso do governo Bolsonaro, que prioriza os mais humildes e respeita os contribuintes”, declarou o ministro Rogério Marinho. “O Casa Verde e Amarela é um programa que gera emprego em uma velocidade muito grande e permite que vários segmentos da economia sejam, de alguma forma, estimulados”, completou o ministro.

Mobilidade Urbana

O MDR entregou, ainda, 80 obras de mobilidade urbana. São ações de recapeamento, pavimentação e drenagem, entre outras, que melhoram as condições de trafegabilidade nas cidades. Outras 71 obras foram retomadas e 163, contratadas.

A população das áreas rurais do Pernambuco também foi beneficiada com ações do Governo Federal. Ao longo do ano passado, nove cidades foram beneficiadas com máquinas retroescavadeiras, motoniveladores e pás-carregadeiras para abertura de novas estradas e equipamentos para incentivo aos setores produtivos.

Em agosto, a capital Fortaleza teve um projeto aprovado no Programa de Mobilidade Urbana Sustentável do MDR. No mesmo mês, o ministro visitou as obras o metrô da cidade.

Saneamento

No setor de saneamento básico, oito obras foram entregues, quatro contratadas e 14, retomadas. Apenas em dezembro, o MDR repassou R$ 993,6 mil para melhorias no sistema de esgotamento sanitário das cidades de Itatinga e Horizonte. Parte dos recursos também foi destinada à capital Fortaleza.

Proteção e Defesa Civil

Avaliando riscos e pensando na prevenção de desastres naturais no estado, o MDR, por meio da Defesa Civil Nacional, entregou duas obras de prevenção nas cidades de Icapuí e Caucaia. Também foram repassados recursos para obras de reconstrução de infraestrutura em Abaiara e para a construção de 51 casas unifamiliares em Hidrolândia.

Vinculadas

O Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs) entregou 77 infraestruturas, entre obras, sistemas de abastecimento de água e poços artesianos, e a Companhia de Desenvolvimento do Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf) entregou um empreendimento no Ceará.

Em números:

Total repassado ao Ceará em 2021:

  • R$ 160,84 milhões (OGU) – sem produção habitacional
  • R$ 17,35 milhões (FGTS) – sem produção habitacional

176 empreendimentos entregues

  • 8 de saneamento
  • 6 de segurança hídrica
  • 4 de proteção e defesa civil
  • 80 de mobilidade/desenvolvimento regional e urbano
  • 1 da Codevasf
  • 77 do Dnocs
  • 13.168 unidades habitacionais entregues – Mais de 52,6 mil pessoas beneficiadas

87 empreendimentos retomados

  • 14 de saneamento
  • 1 de urbanização
  • 71 de mobilidade/desenvolvimento regional e urbano
  • 1 de segurança hídrica

360 empreendimentos contratados

  • 4 de saneamento
  • 1 de urbanização
  • 190 do Dnocs
  • 2 de segurança hídrica
  • 163 de mobilidade/desenvolvimento regional e urbano
  • 9.435 unidades habitacionais contratadas

Fonte: Brasil 61

Please follow and like us:
Pin Share
Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *