Quea de cabelo pós covid é comum; entenda o porquê

Q

Alterações metabólicas para combater a doença causam fios fracos e quebradiços, explica especialista Daniela Lopez

A infecção por coronavírus é capaz de provocar uma série de consequências drásticas ao corpo do paciente, dentre elas, a queda expressiva de fios de cabelo. Além da queda, o cabelo pode passar a apresentar um aspecto opaco, ficar mais fino e consequentemente mais quebradiço. 

Existem razões cientificamente comprovadas para isso: “o metabolismo altera todo o seu funcionamento após a infecção por coronavírus a fim de tentar conter o vírus. Isso faz com que o organismo desvie nutrientes para combater a doença e consequentemente, os cabelos ficam mais fracos”, explica Daniela Lopez, especialista em estética e cosmetologia avançada pela UNIFESP. 

O vírus também pode afetar a saúde das unhas: “é impossível evitar esse impacto na saúde dermatológica pós infecção, pois faz parte do processo natural do corpo. Para evitar que a perda de cabelo se intensifique, é indicado evitar lavar os fios diariamente e interromper o uso de produtos químicos. E claro: uma dieta equilibrada é sempre essencial para a saúde dos cabelos e unhas”, alerta a esteticista e cosmetologista Daniela Lopez.


Caso você sofra de queda de cabelo pós COVID-19, Daniela Lopez informa que o indicado é consultar um médico tricologista (especialista em saúde capilar) e um nutricionista. Outro cuidado importante é adotar uma rotina de cuidados capilares, incluindo hidratação dos fios, nutrição e reconstrução, a fim de melhorar o aspecto e nutrir as madeixas fragilizadas.

Sobre Daniela López

Daniela López é graduada em Estética e Cosmetologia pela Universidade Braz Cubas, técnica em Estética Facial e Corporal pelo SENAC e pós-graduada em Intradérmicos e Subcutâneos pela FAISP. Especialista em estética e cosmetologia avançada UNIFESP.

A cosmetóloga atua na causa de regulamentação da atuação de profissionais estéticos e cosmetólogos. É presidente da SindEstética e responsável pela criação do CBO 3221 para o setor frente ao Ministério do Trabalho e Emprego.

Da mesma forma, criou o CNAE – Classificação Nacional de Atividade Econômica 96025/02, no Ministério do Planejamento e Gestão,  juntamente com setor CONCLA coligação do IBGE, antes os profissionais eram subordinados a um CRM. 

É autora do livro a História da Legislação da Estética e Cosmetologia no Brasil e pesquisadora no campo clínico, com práticas e testes desenvolvidos clinicamente in-vivo em pacientes para disfunções estéticas facial com ênfase em rejuvenescimento e retração tecidual. É fundadora da Escola Superior de Estética e Cosmetologia (ESEC), a primeira escola superior de estética e cosmetologia no Brasil.

Please follow and like us:
Pin Share
Esta entrada foi publicada em Informe científico. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

1 respostas para Quea de cabelo pós covid é comum; entenda o porquê

  1. camila disse:

    óla ouro preto adorei seu conteúdo! Happy Hair é o mais poderoso suplemento
    para tratamento capilar que você já viu!
    Agora é possível ter cabelos lindos, saudáveis e brilhantes
    sem dores de cabeças com tratamentos complexos e lentos.

    acesse esse link: https://bit.ly/vitamina-cabelos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *