LÚPUS: sintomas e fatores de risco da doença autoimune

Lúpus. Foto: Reprodução/Canal Doutor Ajuda

Você já ouviu falar de Lúpus? Saiba quando suspeitar e quais os fatores de risco da doença. Neste episódio, a Dra. Emily Figueiredo dará mais detalhes sobre o assunto.

Lúpus é uma doença autoimune, isto é, o seu corpo produz anticorpos que atacam a si próprio e cuja causa não é bem esclarecida, embora exista um forte componente genético.  Existem dois tipos de lúpus, o lúpus cutâneo, com manifestações apenas na pele, e o lúpus sistêmico que pode acometer a pele e os órgãos internos.

Fatores de risco

O lúpus é muito mais comum em mulheres jovens, dos 20 aos 30 anos, podendo ser mais grave em mulheres não brancas, mas pode acometer pessoas de qualquer idade, inclusive crianças.

A exposição ao sol é um dos fatores de piora do lúpus pois os raios ultravioleta estimulam a liberação de componentes celulares que são reconhecidos por autoanticorpos, levando à ativação da doença.

O cigarro é outro fator de piora das lesões e acarreta pior resposta ao tratamento.

Sintomas

  • Rash malar em forma de asa de borboleta
  • Mancha com coloração mais escura na região das orelhas, dorso e braços
  • Dor e inchaço nas mãos, punhos e joelhos.

O diagnóstico é feito baseado nos sintomas clínicos que o paciente apresenta e em achados laboratoriais às vezes pode ser necessária uma biópsia do rim ou da pele.

Além disso, tem mais duas informações importantes de destacar:

  1. Se você tem casos na família de lúpus ou de outras doenças autoimunes como vitiligo e tireoidite de Hashimoto o risco de ter uma doença autoimune como o lúpus é maior.
  2. O lúpus pode ser uma doença grave, que pode levar a danos permanentes como perda do funcionamento dos rins e necessidade de hemodiálise nos casos mais graves mas também pode ter um importante impacto na qualidade de vida mesmo em quadros menos graves.

Por tudo isso, se você percebeu alguns destes sintomas que falei aqui procure assistência médica que no caso é um médico Reumatologista.

O diagnóstico precoce é o melhor caminho para prevenir complicações e garantir tratamento adequado!

Para saber mais, assista ao vídeo no canal Doutor Ajuda.

Fonte: Brasil 61

Please follow and like us:
Pin Share
Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *