Joinville (SC) irá receber R$ 931,7 mil para dar continuidade a obra de saneamento

Foto: MDR

O Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), vai repassar R$ 931,7 mil para dar continuidade às obras de implantação da rede coletora de esgoto nas Bacias 8.1 e 9, na cidade de Joinville, em Santa Catarina. O empreendimento vai beneficiar ma

is de 28 mil famílias.

“Nós sabemos o benefício que o tratamento de água, de esgotos, a canalização adequada dos córregos propicia às cidades. Então, estamos fazendo todo o esforço para que não haja nenhuma interrupção do cronograma físico-financeiro dessas obras”, destaca o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho. “Esperamos brevemente concluir essas obras e que elas sirvam à população”, completa.

Nesta terça-feira, além de Santa Catarina, também foram disponibilizados recursos para a continuidade de obras de saneamento no Ceará, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso, Rio Grande do Norte, Rondônia, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Sergipe e São Paulo. O repasse total é de mais de R$ 17 milhões.

SANEAMENTO: Governo Federal lança segundo diagnóstico sobre serviços de drenagem e manejo de águas pluviais urbanas no Brasil

Governo Federal faz distinção a entidades que apoiam projetos de revitalização de bacias pelo País

Investimentos

Desde janeiro deste ano, R$ 102,1 milhões do Orçamento Geral da União (OGU) foram empenhados e R$ 121,6 milhões foram repassados pelo MDR para garantir a continuidade de empreendimentos de saneamento básico pelo País. Outros R$ 167 milhões foram pagos para financiamentos por meio do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e de outros fundos federais financiadores.

Atualmente, a carteira de obras e projetos da Pasta no setor – contratos ativos e empreendimentos em execução ou ainda não iniciados – é de 1.101 projetos, somando um total de R$ 42,22 bilhões, sendo R$ 25,18 bilhões de financiamentos e R$ 17,04 bilhões de OGU.

Fonte: Brasil 61

Please follow and like us:
Pin Share
Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *