ABPM promove Simpósio do Ouro em agosto

A Associação Brasileira das Empresas de Pesquisa Mineral e Mineração (ABPM) realiza, entre os dias 23 e 25 de agosto, em Belém (PA), o Simpósio do Ouro – Brasil 2022 e a Feira de Mineração da Amazônia. O Simpósio do Ouro – Brasil 2022 vai reunir executivos das principais mineradoras de ouro do País, governos, especialistas e profissionais que atuam na cadeia produtiva do ouro, que, juntos, debaterão aspectos regulatórios, tecnológicos, ambientais, iniciativas de governança, trocar experiências e oportunidades de negócios. “O crescimento da pequena e média mineração é uma tendência mundial. E a ABPM tem sido um porta voz desse segmento da mineração no Brasil, promovendo um diálogo transparente com diversos atores. Entendemos que o setor do ouro no Brasil precisa de um olhar especial”, explica Luís Maurício Azevedo, presidente da ABPM.

Para Azevedo, é necessário debater práticas de negócios responsáveis ao longo de toda a cadeia de fornecimento de ouro e o Simpósio é uma oportunidade de fazer esse debate, discutindo investimentos em pesquisa, descoberta de novas jazidas, abertura de novas minas, além de cases de empresas que atuam de maneira responsável. “O Simpósio do Ouro será uma oportunidade para as empresas, associações e entidades relacionadas à atividade aurífera brasileira contribuir para a criação de pilares comprometidos com práticas ESG em toda a cadeia produtiva do ouro no país,” diz Maurício Gaioti, presidente da North Star, empresa especializada no refino de metais preciosos. A North Star inaugura no segundo semestre de 2022, em Belém, uma moderna unidade de refino com capacidade para processar 24 toneladas anuais, e aumentar gradativamente sua participação do mercado. 

O grande desafio das mineradoras do setor para atingir os padrões ESG é a desconfiança internacional, causada pelas atividades ilícitas, sobretudo na região Norte, que tem um enorme potencial, mas sofre com tais ilegalidades. “É uma grande oportunidade para que possamos mostrar o alto grau de investimento, de rigor de procedimentos e expertise que o país possui na produção de ouro”, avalia Gaioti. 

O Simpósio do Ouro – Brasil 2022 e a Feira da Mineração da Amazônia, contam com o apoio de diversas instituições de governo, de entidades empresariais e empresas atuantes no setor mineral. A Agência Nacional de Mineração (ANM) divulgou que, em 2021, o valor da produção do ouro no Brasil chegou a R$ 24 bilhões, o que representa cerca de 7% da produção do setor mineral brasileiro. A tendência é que nos próximos anos, com novos investimentos em pesquisa, novas minas e refinarias em operação, esse valor possa aumentar e contribuir com a economia, gerando novos empregos, receitas para estados e municípios e desenvolvimento regional.

Fonte: Brasil 61

Please follow and like us:
Pin Share
Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.