Agente de proteção e defesa civil entra para a Classificação Brasileira de Ocupações

O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), por meio da Defesa Civil Nacional, obteve, junto ao Ministério do Trabalho e Previdência (TEM), a criação da ocupação de agente de proteção e defesa civil na Classificação Brasileira de Ocupações (CBO). Trata-se do primeiro passo para o reconhecimento e habilitação da profissão. A atualização do novo cargo será feita pelo MTE entre janeiro e março de 2023.

“Em 2021, fizemos uma pesquisa nacional sobre o perfil da defesa civil municipal. O nosso objetivo, além de conhecer o perfil local, era receber demandas, saber o que eles queriam e como poderíamos fortalecer as equipes. Uma das demandas que recebemos foi a inserção do agente de proteção e defesa civil na Classificação Brasileira de Ocupações”, explica a diretora do Departamento de Articulação e Gestão da Defesa Civil Nacional, Karine Lopes.

A pesquisa que motivou a demanda integra o Projeto Elos, que avalia as necessidades e capacidades das estruturas municipais de proteção e defesa civil.

A Classificação Brasileira de Ocupações (CBO) é um documento que retrata a realidade das profissões do mercado de trabalho brasileiro. Tem por filosofia sua atualização constante, de forma a expor, com a maior fidelidade possível, as diversas atividades profissionais existentes em todo o país, sem diferenciação entre as profissões regulamentadas e as de livre exercício profissional.

A CBO tem o reconhecimento no sentido classificatório da existência de determinada ocupação e não da sua regulamentação. A regulamentação da profissão, diferentemente da CBO, é realizada por lei, cuja apreciação é feita pelo Congresso Nacional, por meio dos deputados e senadores, e submetida à sanção do presidente da República.

A Classificação não tem poder de regulamentar profissões. Seus dados alimentam as bases estatísticas de trabalho e servem de subsídio para a formulação de políticas públicas de emprego.

Cadastre-se para receber releases pelo WhatsAPP

Para receber mais notícias e ações do MDR, jornalistas e blogueiros interessados podem se cadastrar nos grupos de WhatsApp. Um deles tem enfoque em notícias de abrangência nacional e, nos demais, serão compartilhadas informações exclusivas de cada estado. Clique neste link para acessar os grupos.

Caso deseje receber apenas informações relacionadas à proteção e defesa civil, cadastre-se neste link.

Fonte: Brasil 61

Please follow and like us:
Pin Share
Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *