Agro registra em maio aumento de contratações de Finanças Privadas

Na atual safra 2022/23, de julho a abril, os registros acumulados da Cédula de Produto Rural (CPR) já somam R$ 218,91 bilhões, valor que representa um aumento de 66% em relação ao mesmo período da safra passada. Os dados constam na edição de maio do Boletim de Finanças Privadas do Agro, que é publicado pela Secretaria de Política Agrícola do Ministério da  Agricultura e Pecuária.

O economista Roberto Dardis explica que esse crescimento nos títulos se dá pelo aquecimento do setor, e pelas boas expectativas da safra deste ano. “Quanto mais a safra cresce, as instituições financeiras mais vão poder fazer maior emissão desses títulos. A forma de crescimento da safra vai ser vinculado a novas emissões de títulos”, explicou. O crescimento no estoque de recursos desses instrumentos de financiamento também é mostrado no boletim. O desempenho da Letra de Crédito do Agronegócio (LCA) continua aquecido, sendo considerada no momento a principal fonte de recursos livre do Crédito Rural, com cerca de R$ 400 bilhões em estoque.

De acordo com a norma atual, levando em conta os atuais estoques de LCA, as instituições bancárias precisam reaplicar no Crédito Rural o equivalente a R$ 40,96 bilhões com recursos do LCA. Entretanto, por causa da alta demanda por recursos financeiros, somente na safra 2022/23, os financiamentos  que têm a LCA como fonte já representam quase o dobro, com R$ 73,53 bilhões, principalmente para grandes produtores.

Fonte: Brasil 61

Please follow and like us:
Pin Share
Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *