Alerta de tempestades para 15 estados e o Distrito Federal

Quinze estados brasileiros e o Distrito Federal estão em alerta para tempestades. Ao todo são dois alertas categorizados como laranja para perigo e amarelo para perigo potencial. Os alertas foram emitidos na última quarta-feira (3), pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Andrea Ramos, meteorologista do Inmet, explica que essas chuvas são causadas devido à formação da Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS), pois se trata de uma faixa de nebulosidade que traz instabilidades. Ramos afirma que a previsão é de chuva de forma contínua até domingo (7).

“É uma faixa de nebulosidade que causa chuvas em alguns momentos fracas, depois passa a ser moderada e em alguns momentos até fortes que podem vir acompanhadas de rajadas de vento e trovoadas de forma bem isolada”, avalia.

O alerta laranja é para chuva entre 30 e 60 mm/h ou 50 e 100 mm/dia, ventos intensos de 60 a 100 km/h. Os estados e regiões com esse alerta são:

  • Acre – todo o estado;
  • Rondônia – todo o estado;
  • Amazonas – sul e centro amazonense;
  • Pará – Sudoeste, Sudeste e Nordeste Paraense, Marajó, Baixo Amazonas e Metropolitana de Belém;
  • Amapá – sul do Amapá;
  • Tocantins – todo o estado;
  • Distrito Federal; toda a área
  • Mato Grosso – centro-sul, nordeste, norte, sudoeste e sudeste mato-grossense;
  • Goiás – centro, leste, sul, norte e noroeste goiano.
  • Minas Gerais – Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba, central Mineira, Vale do Rio Doce, Vale do Mucuri, norte, oeste e noroeste de minas, Jequitinhonha, metropolitana de Belo Horizonte e Zona da Mata;
  • Espírito Santo – central, noroeste, sul e litoral norte espírito-santense; 
  • Rio de Janeiro – noroeste, centro e norte fluminense e Baixadas; 
  • Bahia – sul, extremo oeste e centro norte baiano e Vale São-Franciscano da Bahia.

Enquanto o alerta amarelo é para chuva entre 20 e 30 mm/h ou até 50 mm/dia, ventos intensos de 40 a 60 km/h. Os estados e regiões com esse alerta são:

  • Acre – Vale do Juruá e  Vale do Acre
  • Amazonas – sudoeste, norte sul e centro amazonense;
  • Pará – Sudoeste, Sudeste e Nordeste Paraense, Marajó e Baixo Amazonas;
  • Amapá – norte e sul do Amapá;
  • Tocantins – ocidental e oriental do Tocantins;
  • Mato Grosso – Sudeste, Sul e Centro-Sul Mato-grossense, 
  • Mato Grosso do Sul –  Leste de Mato Grosso do Sul,  Centro Norte de Mato Grosso do Sul, Pantanais Sul Mato-grossense, 
  • Goiás – centro, leste, sul, norte e noroeste goiano.
  • Minas Gerais – Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba, central Mineira, Vale do Rio Doce, Vale do Mucuri, norte, oeste, noroeste e Sul/Sudoeste de minas, Jequitinhonha, metropolitana de Belo Horizonte, Zona da Mata e Campo das Vertentes;
  • Rio de Janeiro – noroeste, sul, centro e norte fluminense, Baixadas e Metropolitana do Rio de Janeiro; 
  • São Paulo – Campinas, São José do Rio Preto, Ribeirão Preto, Vale do Paraíba Paulista, Araçatuba, Macro Metropolitana Paulista;
  • Bahia – sul, nordeste, extremo oeste, centro sul e centro norte baiano e Vale São-Franciscano da Bahia, Metropolitana de Salvador,
  • Piauí – Sudoeste Piauiense;
  • Maranhão – Oeste Maranhense, Norte Maranhense, Sul Maranhense, Centro Maranhense.

Em ambos os alertas, há o risco de risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e descargas elétricas. A meteorologista aconselha que em caso de rajadas de vento, evite ficar próximo de torres de transmissão e placas de propaganda. 

“Não se abrigar embaixo de árvores, pois há risco de queda e descargas elétricas, não estacionar veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda. Se possível, desligue os aparelhos elétricos e quadro geral de energia”, orienta.

Em caso de perigo ou para obter mais informações, contacte a Defesa Civil através do telefone 199 ou o Corpo de Bombeiros pelo 193.

Veja Mais:

Brasil registra 725 acidentes de trânsito no fim do ano
Verão 2024: estação marca período importante para agricultura
 

Fonte: Brasil 61

Please follow and like us:
Pin Share
Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *