Chuvas e enchentes aumentam o risco de infestação por insetos e roedores

A combinação de água acumulada, ocupação desordenada e falta de infraestrutura pode levar ao aparecimento de pragas e vetores urbanos. Em função das chuvas, a situação fica ainda mais crítica.

Esse cenário levou o Conselho Federal de Química (CFQ) elaborou uma cartilha com estratégias e cuidados necessários para evitar infestações de pragas e vetores urbanos, especialmente após chuvas fortes, alagamentos e enchentes. O vice-presidente executivo da Associação dos Controladores de Vetores e Pragas Urbanas (Aprag), Sérgio dos Santos Bocalini, chama a atenção para o problema.

“Em se tratando desses processos ocasionados pelas fortes chuvas, a gente vai ter o aparecimento nas residências principalmente de roedores e baratas, que acabam se deslocando em função da água que vai ocupando os espaços”. 

Ele ainda destaca a dificuldade para lidar com as pragas nesse cenário. “É uma situação realmente complicada para tentar impedir a entrada desses animais, principalmente naqueles pontos onde as residências ficam cobertas com água e nessa situação não tem muito o que se fazer”, lamenta.

Entre as orientações da cartilha, estão: 

  • Armazenar os alimentos em recipientes fechados/lacrados;
  • Não deixar migalhas e sobras de alimentos;
  • Jogar o lixo fora;
  • Manter o quintal limpo;
  • Vedar buracos e vãos;
  • Não deixar água acumulada.

Como buscar ajuda

Segundo Sérgio dos Santos Bocalini, além do apoio da vigilância sanitária, que acredita ser extremamente importante nesse contexto, contar com o trabalho profissional de uma empresa credenciada é fundamental para diminuir a presença desses animais indesejáveis e que podem oferecer risco à saúde, além de prejuízos econômicos.

“Através de técnicas adequadas, métodos adequados também e produtos corretos, as empresas vão trazer o benefício para um espaço, seja residencial, industrial ou comercial, de não ter ali a presença desses animais nocivos à saúde humana. Então o trabalho dessas empresas é extremamente importante”, aponta.

A cartilha do Conselho Federal alerta sobre os riscos da utilização de praguicidas  (inseticidas e raticidas) por conta própria e traz orientações a respeito das empresas que são especializadas em controle de pragas e vetores urbanos. 

Cuidados na volta para casa

  • Confira também outras as orientações antes da volta para casa após uma enchente:
  • Verificar se a casa não foi interditada pela Defesa Civil
  • Observar se não há postes ou fios elétricos caídos
  • Móveis e objetos que absorveram água/lama devem ser descartados e os demais utensílios desinfetados
  • Não entrar em contato com a água ou lama sem proteção de máscaras, luvas e botas
  • Não ingerir alimentos que tiveram contato com a enchente e beber apenas água potável

Fonte: Brasil 61

Please follow and like us:
Pin Share
Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *