Consórcio da Região do Seridó recebe máquina perfuratriz e discute implementação de aterro sanitário

Saneamento básico foi o tema debatido nesta quarta-feira (28), em Currais Novos (RN), entre o Governo Federal e representantes das 25 cidades que integram o Consórcio Intermunicipal Multifinalitário da Região do Seridó (CIM Seridó). Durante o evento, o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) fez a entrega de uma máquina perfuratriz e participou da apresentação dos estudos de viabilidade para implementação de um aterro sanitário para atender o bloco.

“Estamos entregando um trabalho que era esperado ansiosamente há muito tempo. Não mais é admissível que uma região tão rica e bonita como esta conviva com tantos lixões a céu aberto. Esse estudo vai dar uma solução definitiva aos resíduos sólidos do Seridó. Estão previstos as estações de transbordo, o aproveitamento do lixo, energia, compostagem, combustível derivado de resíduos e mais. Isso tudo é muito importante para os seridoenses”, afirmou o secretário nacional de Saneamento do MDR, Pedro Maranhão.

A máquina perfuratriz e outros equipamentos adicionais foram viabilizados por meio da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), instituição vinculada ao MDR. O investimento foi de cerca de R$ 2,4 milhões. O novo maquinário será utilizado na perfuração de poços artesianos, trazendo melhorias para o abastecimento de água nos municípios e comunidades rurais vinculados ao CIM Seridó.

De acordo com o presidente do CIM Seridó, Sérgio Fernandes de Medeiros, a perfuratriz tem capacidade para perfurar até 250 metros de profundidade. “Esta é uma grande conquista para todos os cidadãos do nosso Seridó. Esses equipamentos permitirão que as Prefeituras que integram nosso Consórcio possam traçar estratégias para um melhor enfrentamento do período de estiagem na nossa região”, disse Sérgio.

O presidente da AMSO-TR, Fernando Bezerra, falou sobre a expectativa com a chegada da máquina. “Possibilitará a todos nós, gestores, conduzir ações de enfrentamento à seca, por meio de perfuração de poços artesianos, com o objetivo maior de atender famílias de trabalhadores do campo e das cidades nos meses de estiagem e escassez de água”, destacou.

O encontro nesta quarta-feira foi realizado na sede da Associação dos Municípios da Microregião do Seridó Oriental e Trairi (AMSO-TR).

Alto Oeste Potiguar

A agenda incluiu ainda um encontro em Portalegre (RN) com o Consórcio Público Regional de Saneamento Básico do Alto Oeste Potiguar (Consope), também para apresentação dos estudos de viabilidade do aterro sanitário da região. Este é o primeiro passo para a elaboração do edital para a construção do sistema, que irá beneficiar 44 municípios consorciados.

Fonte: Brasil 61

Please follow and like us:
Pin Share
Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *