Covid-19: média móvel de casos cai mais de 35% nos últimos 14 dias

Nas últimas duas semanas, o Brasil registrou queda de mais de 35% na média móvel de casos de Covid-19. O número de mortes pela doença também diminuiu: 9% no mesmo período. As informações são do Ministério da Saúde. O total de ocorrências de infecções pelo coronavírus é de 34,1 milhões, com 681 mil mortes confirmadas desde o início da pandemia. 

A média móvel de 7 dias publicada nesse domingo (14) foi de 206, segundo Painel Covid-19 do Centro de Informações Estratégicas para a Gestão Estadual do SUS (CIEGES), mantido pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS). 

Mais 164 milhões de pessoas tomaram as duas doses ou a dose única, e o Brasil está perto de ter 80% da população protegida com o esquema vacinal primário, de acordo com o governo federal. A infectologista Ana Helena Germoglio explica que a diminuição da média móvel está relacionada a diferentes motivos.

“Podemos atribuir essa queda na incidência de casos a vários motivos. Primeiro que temos a cobertura vacinal que, mesmo não atingindo o patamar ideal, foi um grande passo para evitar casos graves. Segundo que estamos diante de vírus que tem letalidade menor, apesar da maior transmissibilidade, causando casos menos graves”, explica Ana Helena.

A infectologista explica ainda outros fatores que têm influência na diminuição de casos e mortes. “Precisa lembrar que tem esgotamento imunológico, isso também favorece a aquisição de anticorpos e também faz com que fique mais resistente. Há a sazonalidade, o frio maior já foi embora, época em que pessoas ficam mais próximas e reduzem a circulação de ar. É uma conjunção de fatores que fazem uma incidência menor”, conclui. 

Estabilidade

Dados do Ministério da Saúde apontam que há estados em situação de estabilidade, e a maioria apresenta indícios de começo do processo de queda. Veja abaixo: 

Distrito Federal;
Goiás;
Minas Gerais;
Paraná;
Rio de Janeiro;
Rio Grande do Sul;
Santa Catarina; e
São Paulo.

Sobre a vacinação, o governo afirma ter distribuído para os estados e o Distrito Federal mais de 518 milhões de vacinas contra a Covid-19. Desse total, cerca de 470 milhões foram aplicadas. “A vacinação vai ser nossa única chance de evitar casos graves, ainda que tenha incidência menor de casos”, diz Ana Helena Germoglio. 
 

Fonte: Brasil 61

Please follow and like us:
Pin Share
Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.