Defesa Civil Nacional participa de capacitação do Serviço Geológico Brasileiro

Uma equipe do Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional (MIDR), por meio da Defesa Civil Nacional, participou, nesta semana, de curso de capacitação promovido pelo Serviço Geológico do Brasil (SGB). As atividades, realizadas no Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad), tiveram como objetivo apresentar ferramentas do SGB que possam ser utilizadas na prevenção de desastres no País.

Durante a capacitação, foram apresentados produtos cartográficos e analíticos desenvolvidos pelo SGB, como setorização de risco, cartas (mapas) geotécnicas, cartas de perigo, avaliações geotécnicas e cartas de suscetibilidade.

“Essa área de capacitações do Serviço Geológico do Brasil busca cumprir uma de nossas missões, que é disseminar o conhecimento geocientífico. Quanto mais capacitadas as equipes que atuam na prevenção de desastres, melhor a qualidade de resposta para sociedade”, comentou o coordenador-executivo da Divisão de Geologia Aplicada do SGB, Anselmo Pedrasi.

Nesta sexta-feira (12), último dia de atividades, foi realizada aula prática para consolidar os ensinamentos adquiridos durante a semana. Entre os temas abordados estiveram as movimentações de terra, áreas de instabilidade, interferência antrópica e processos naturais.

Analista de Infraestrutura da Defesa Civil Nacional, José Augusto Vieira Costa foi um dos participantes da atividade. Segundo ele, o treinamento foi de grande importância para auxiliar na prevenção de desastres.

“O principal fator é preservar vidas e tentar conscientizar as pessoas do que são os desastres e das áreas de vulnerabilidade em quem muitos vivem, arriscando as vidas da própria família. Esse tipo de curso serve para que possamos dar esclarecimentos à população”, afirmou Costa.

Além dos representantes da Defesa Civil Nacional, também participaram da capacitação representantes do Ministério da Saúde e do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), além de geógrafos, engenheiros ambientais e civis, advogados e geólogos.

Fonte: Brasil 61

Please follow and like us:
Pin Share
Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *