Descolamento de retina: Fique atento!

Conversaremos hoje sobre uma das doenças mais graves relacionadas ao olho que existem: o descolamento de retina. Fique atento ao que conversaremos porque isto pode ser muito importante na prevenção desta doença. Neste episódio o Dr. Fabricio Witzel dá mais detalhes sobre o assunto.

A retina é o tecido que está no fundo de olho. É ela que capta as imagens e as leva para o cérebro. Ela age como um filme fotográfico e, se não estiver bem colada no fundo do olho, não funcionará.

É isto que acontece no descolamento de retina por diversos motivos, ela se solta daquela posição normal que ocupa dentro dos olhos.

O descolamento de retina acomete aproximadamente 1 caso em cada 10.000 pessoas no mundo por ano, e é mais comum em indivíduos jovens e míopes. 

Por que a miopia é um fator de risco?

O olho miope é maior em tamanho, e com isso, a retina é esticada para cobrir todo o fundo do olho, ficando fina e frágil, favorecendo o aparecimento do que chamamos de roturas retinianas, que são áreas de falha, buracos na retina. Com esta área de falha, o líquido de dentro do olho, chamado de humor vítreo, entra por dentro desta rotura, descolando a retina. Alguns trabalhos científicos mostram que 70% dos miopes tem alguma lesão que pode se tornar uma rotura e consequentemente evoluir para descolamento de retina.

Outras causas que levam a quebra da retina são traumas como boladas, socos, ou procedimentos cirúrgicos oculares. Existem também descolamentos de retina que aparecem em doenças inflamatórias e infecciosas, bem mais raros, e que precisam do diagnóstico correto da causa para se definir o tratamento. 

Mas aqui vou chegar ao ponto mais importante quando conversamos sobre descolamento de retina. Chama-se prevenção. Existe uma queixa muito comum no consultório do oftalmologista que se chama mosca volante. Isso mesmo, mosca volante, o que é isso? 

Inúmeros pacientes reclamam que vêem pontos escuros voando no campo de visão, especialmente em ambientes claros  Estes pontos são pequenas opacidades que estão presentes no vítreo que está balançando dentro do olho. Quando isto ocorre, é porque o gel, esse vítreo, está solto, ou se soltando dentro do olho. E este gel pode puxar a retina e rasgá-la, provocando aquelas roturas das quais conversamos agora há pouco. Quando o vítreo está puxando a retina inclusive, podemos ver pontos luminosos, como se fossem pequenos raios de luz, relâmpagos. São as chamadas fotopsias.

Por isso, se você vê estes pontos escurecidos flutuando de um lado para o outro no campo de visão, ou raios de luz, procure imediatamente seu oftalmologista. Ele deve dilatar suas pupilas pra fazer o exame de mapeamento de retina, investigando se você tem roturas na retina, que podem, como discutimos, levar ao descolamento de retina e a cegueira.

Para saber mais detalhes sobre o assunto, assista ao vídeo no canal Dr. Ajuda.

Fonte: Brasil 61

Please follow and like us:
Pin Share
Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.