Em Caratinga (MG), 400 apartamentos são entregues a famílias de baixa renda

Fotos: Adalberto Marques/MDR

O Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), entregou, nesta quarta-feira (8), 400 apartamentos a famílias de baixa renda da cidade de Caratinga, em Minas Gerais.

O ministro Rogério Marinho participou da cerimônia de entrega das chaves. Ele destacou o fato de este ser o primeiro residencial dedicado a famílias de baixa renda a ser inaugurado no município mineiro.

“Um momento histórico para Caratinga, uma cidade de 170 anos, que representa a essência e a alma de Minas Gerais, encravada nas suas montanhas e que, durante todo esse longo período de existência, não havia recebido atenção dos governos no sentido de fixar neste solo um condomínio habitacional que permitisse diminuir esse grande déficit habitacional que existe na cidade”, afirmou o ministro.

O Residencial Esperança III e IV recebeu R$ 30 milhões de investimento federal – sendo 99,4% do valor total da operação desembolsado desde 2019 – e vai beneficiar cerca de 1,6 mil pessoas de baixa renda.

A dona de casa Vislaine Miranda foi uma das beneficiadas com a nova moradia. Mãe de dois filhos – um com paralisia cerebral –, ela comemorou o fato de sair do aluguel e poder investir mais em saúde.

“Aluguel você paga e logo depois o outro já está em cima. Agora, com essa casa, é muita felicidade. Vai melhorar a segurança dos meus filhos, a qualidade de vida deles. Vou poder investir na saúde da minha filha, será mais fácil de cuidar dela, porque a casa é adaptada e vamos conseguir andar com ela na cadeira de rodas”, comemorou.

Daniela de Souza também tem uma filha especial. Ela é dona de casa e se emocionou ao falar sobre a nova vida que terá com a casa própria.

“Eu pagava R$ 400 de aluguel e pela primeira vez terei minha casa. Onde eu morava era muito fechado e eu não soltava minha filha. Agora, não! Vou malhar, vou jogar bola com ela, vai melhorar muito a qualidade de vida dela… Estou até tremendo, vai mudar tudo na minha vida”, afirmou.

O condomínio conta com infraestrutura completa de água, esgoto, iluminação pública, energia elétrica e drenagem. O módulo III tem 120 unidades de 40,5 m², enquanto o IV dispõe de 280 com a mesma metragem. Ao todo, são 22 blocos de quatro andares, com quatro apartamentos por pavimento.

Além disso, o residencial fica a menos de dois quilômetros de três creches, seis escolas, dois postos de saúde e um posto de segurança.

Somente no estado de Minas Gerais, o Governo Federal entregou mais de 127 mil moradias nos anos de 2019, 2020 e 2021.

Casa Verde e Amarela

Empenhado em reduzir o déficit habitacional, o Governo Federal retomou obras, ampliou o programa nacional de Habitação – o Casa Verde e Amarela – e rompeu, em junho deste ano, a barreira de 1 milhão de unidades entregues à população desde 2019. Apenas este ano, foram mais de 320 mil moradias, que realizaram o sonho da casa própria para mais de 1 milhão de pessoas.

O Programa Casa Verde e Amarela, que completou um ano em 25 de agosto, avançou no combate ao déficit habitacional por atuar em diversas frentes. Além da produção de casas e apartamentos, também inclui regularização fundiária, melhoria de residências e há outras ações em estudo, como a locação social.

Fonte: Brasil 61

COVID-19: Brasil vacina 80% da população alvo com duas dosesBloqueado

Ajude-nos a crescer! Compartilhe esta matéria com seus amigos no Facebook clicando no botão abaixo para desbloquear o conteúdo automaticamente. Compartilhar é grátis!

Clicando no botões você concorda com os termos de uso e política de privacidade
Please follow and like us:
Pin Share
Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.