Enchente deixa ao menos 6 mortos (MA) e provoca interdição na BR-226 (TO)

Desde o último sábado, 18 de março, por causa das fortes chuvas no Maranhão, enchentes provocaram seis mortes no estado e outros desastres, como deslizamentos de terra. Ruas, casas e comércios inundados, carros soterrados e BR’s interditadas. Conhecida como BR Belém/Brasília, a BR-226, no KM68, está totalmente interditada.

O locutor de palco, conhecido como Negão do Bico, mora em Angico (TO) e viaja a trabalho por toda a região. Ele conta das dificuldades que os motoristas e moradores têm enfrentado por causa das chuvas. “[Na BR-266] Já tem buraco, devido às carretas pesadas e o [desvio] é longe. São 230 km a mais de percurso. Dentro da cidade de Ananás, os caminhões estão derrubando a fiação de rede de internet e de fiação de rede elétrica”.

Devido à enchente, o rio Mearim, que passa por 83 municípios maranhenses, está oito metros acima do nível normal ─ o mais alto registrado este ano. E continua subindo. Além do estado maranhense, alguns trechos na região do Tocantins também foram afetados. A BR 226, que liga o trajeto de Wanderlândia (TO) e Darcinópolis (TO), está interditada, sem previsão de liberação. Dessa maneira, é preciso seguir pelo desvio em direção a Angicos, norte do estado, como explica a PRF. “Em Wanderlândia [BR010] sentido Riachinho. Depois [o motorista] vai seguir em sentido Ananás e de Ananás até Angico é a TO-210. Chegando a Angico ele já começa a voltar para o sentido de Darcinópolis, a TO-134”.

A PRF também orienta os cuidados ao dirigir na rodovia neste período chuvoso. “Ficar atento aos locais que é proibido a ultrapassagem. E nesse período de chuvas a gente pede uma atenção redobrada, principalmente aqui no Tocantins, tem muita ocorrência de queda de árvores. Se se deparar com uma situação dessa, acionar a PRF através do 191”.

Ao todo, a enchente no Maranhão resultou em diversos desastres, e alguns deles fatais, como aconteceu em Açailândia, cidade vizinha a Imperatriz. Lá três ocupantes de um carro levado pela enxurrada morreram. Na cidade de Santa Luzia, região central maranhense, outras três pessoas morreram em um deslizamento de terra. Além disso, 33 municípios decretaram situação de emergência pela Defesa Civil estadual. 

O Governo do Maranhão informou que os eventos climáticos afetaram mais de 14.970 famílias, das quais 399 estão desabrigadas e 33 estão desalojadas. O efetivo do Corpo de Bombeiros, do estado, conta com 120 resgatistas  e  será dobrado para oferecer maior suporte aos municípios e famílias afetados.

Fonte: Brasil 61

Please follow and like us:
Pin Share
Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *