Enem 2022: o que pode e o que não pode no dia da prova?

Mais de 3,3 milhões de brasileiros são esperados para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) 2022, que começa a ser aplicado no domingo (13). O número de estudantes inscritos é 10% maior em relação a 2021, segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio

Teixeira (Inep). No primeiro domingo, os candidatos fazem as provas de linguagens, códigos e suas tecnologias, redação e ciências humanas e suas tecnologias. Já no segundo (20), respondem questões de ciências da natureza e suas tecnologias e matemática e suas tecnologias.

Dada a importância nacional para quem deseja ingressar no ensino superior, o teste segue regras rigorosas. Para evitar contratempos, o professor de linguagens, Adonias Freitas recomenda que os estudantes cheguem com antecedência ao local de prova. Uma das primeiras medidas é verificar o endereço disponível na Página do Participante e no aplicativo do Enem. “O estudante deve se planejar como será feito o deslocamento, se vai ser de transporte coletivo, por meio de transporte individual, por meio de aplicativos. É preciso comparecer ao local de prova com antecedência, por isso o estudante deve ter a noção de como estará o trânsito no dia da prova, e comparecer ao local com até uma hora de antecedência”, explica o professor. 

O que é obrigatório levar? 

Na chegada ao local de prova, o estudante deve apresentar obrigatoriamente documento de identificação com foto, caneta esferográfica na cor preta. Além de preta, a caneta deve ter material transparente; é ideal ter mais de uma, pois não é possível pedir emprestado durante o exame. 
O participante não poderá permanecer no local de aplicação das provas sem a máscara de proteção contra a Covid-19, exceto nos estados ou municípios onde o uso do item em local fechado esteja liberado por decreto ou ato administrativo de igual poder regulamentar.

O que é aconselhável levar?

O Inep, responsável pela aplicação do Enem, definiu alguns itens “aconselháveis” para se ter durante as provas. Um deles é o cartão de confirmação de inscrição, disponível na Página do Participante, de modo a comprovar a participação e o local de prova. 

Para quem trabalha no dia da prova, é possível imprimir uma declaração de comparecimento na Página do Participante, a qual deve ser entregue e preenchida pelo aplicador responsável pela sala do candidato. O documento serve como licença para o trabalho. 

O professor de cursinho preparatório para o Enem, Rêiner Godoy, relembra que alimentos e água também devem ser considerados pelos estudantes. “É interessante que o aluno leve uma garrafa de água, lembrando que a garrafa também tem quer ser transparente, se quiser levar uma barra de cereal ou chocolate tem que ser também em material transparente por que o fiscal vai verificar”, explica o professor.

O que não levar no dia da prova

Antes de entrar na sala, os estudantes receberão um envelope porta-objetos, onde deverão guardar tudo que não é permitido na hora da prova. Eletrônicos, inclusive celulares, devem ser desligados antes de guardados. Rélogio, óculos escuros, fones de ouvido e/ou qualquer transmissor, gravador e/ou receptor de dados, imagens, vídeos e mensagens também são proibidos. A Declaração de Comparecimento impressa também deve ficar no envelope. Esse envelope deve ser fechado, lacrado e guardado até o fim da aplicação.

O que fazer nos dias que antecedem o Enem 

Especialistas em educação recomendam evitar sobrecarrega de conteúdos que ainda não viram nos últimos dias antes das provas. Para o professor Rêiner Godoy, é importante fazer uma revisão dos principais assuntos durante a semana, mas não na véspera do exame. Para ele, é hora de desacelerar e descansar. “É importante que o aluno de uma revisada nessa semana, se tiver um conteúdo que ele tem mais dúvidas ele pode buscar soluções, pesquise um vídeo na internet, consulte um professor de confiança, amigos, de aquela última revisada, mas não faça isso no dia que antecede a prova”. 

A estudante Maria Clara Rodrigues vai participar do exame pela segunda vez, e conta que, além da rotina de estudos, a realização de simulados ajuda a garantir a sensação de segurança. “Nessa reta final tenho me preparado participando de revisões, revendo as anotações, pesquisando sobre os assuntos que podem vir a ser temas da redação, refazendo simulados e as provas do Enem”.

Novidade na aplicação

Pela primeira vez, o Inep aceitará documentos digitais de identificação nos locais de prova, como:

  • e-Título,
  • Carteira Nacional de Habilitação (CNH) Digital; e
  • RG Digital.

O candidato deve apresentar o aplicativo oficial ao fiscal – capturas de tela não serão válidas. Após a entrada na sala de aula, o uso do celular continuará vetado.

Fonte: Brasil 61

Please follow and like us:
Pin Share
Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *