Especialistas dão dicas de como utilizar valores do abono salarial do Pis/Pasep

Mais de 4,4 milhões de trabalhadores do setor público e privado vão contar com valores referentes ao abono salarial do Pis/Pasep a partir desta segunda-feira (15). Os beneficiários terão direito a quantias que variam entre R$ 110 e R$ 1.320, em virtude do novo salário mínimo. Diante desse cenário, o economista Newton Ferreira avalia que se trata de uma oportunidade para esses trabalhadores amortizarem dívidas. 

“O saque do Pis/Pasep só é permitido às pessoas de baixa renda. Então isso é um dinheiro extra para essas pessoas que, em geral, têm dificuldade para pagar, no dia a dia, as suas despesas. Então, a melhor forma de utilizar isso seria o lado positivo de tentar amortizar a dívida, caso eles tenham. Se não tiver, usar de forma a guardar para que em dias que tiver dificuldade para pagar as suas despesas usar esses recursos”, recomenda Ferreira. 

Em relação ao uso dos valores para pagar dívidas, o economista César Bergo defende que isso também exige um planejamento. “Existe uma sequência. Primeiro, pagar eventuais dívidas, efetuar gastos por impulsos e, se possível, fazer uma reserva para aqueles momentos mais difíceis para que possa gastar em um momento mais oportuno”, destaca.

De acordo com o Ministério do Trabalho e Emprego, as primeiras pessoas a receberem o abono salarial serão as que nasceram entre julho e agosto e que trabalharam na iniciativa privada. O pagamento será feito pela Caixa Econômica Federal. 

Além desses, os trabalhadores do setor público com inscrição com dígito final 4 ou 5, terão direito ao Pasep, pago pelo Banco do Brasil. Para saber se você tem direito ao benefício, consulte no site Carteira de Trabalho Digital ou no portal gov.br.

Fonte: Brasil 61

Please follow and like us:
Pin Share
Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *