FGTS: confira como realizar os saques a partir de abril

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

LOC.:  Os saques não são obrigatórios, mas o dinheiro será disponibilizado de forma automática. Caso o trabalhador não tenha interesse, basta não efetuar nenhuma transação que o montante voltará à conta.

Reportagem, Rafaela Soares. 
 

A partir do dia 20 de abril , os trabalhadores que tenham conta no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) poderão realizar saques de até R$ 1.000. As retiradas vão ser liberadas conforme os meses de aniversário. O dinheiro pode ser sacado até o dia 15 de dezembro. Os pagamentos vão ser feitos pela Caixa Econômica. 

Confira mais informações

Sou obrigado a sacar?

Não. Os saques não são obrigatórios, mas o dinheiro será disponibilizado de forma automática. Caso o trabalhador não tenha interesse, basta não efetuar nenhuma transação que o montante voltará à conta.

Como posso sacar?

Os saques estarão disponíveis no aplicativo Caixa Tem. Você pode baixar pela Google Play ou pela App Store. Após os valores entrarem na poupança social digital, o trabalhador já poderá pagar boletos e fazer compras em supermercados e padarias com o QR, utilizando o aplicativo. 

Quando os saques estarão disponíveis?

Os valores serão liberados conforme a data de aniversário do titular da conta. Assim, os nascidos em janeiro já podem retirar o dinheiro na primeira data, dia 20 de abril. A data limite para os saques é no dia 15 de dezembro.

Confira o calendário completo
 

Mês do Nascimento Valores liberados em 
Janeiro20 de abril 
Fevereiro30 de abril 
Março 04 de maio
Abril 11 de maio 
Maio 14 de maio 
Junho 18 de maio 
Julho 21 de maio
Agosto25 de maio
Setembro 28 de maio 
Outubro 1º de junho
Novembro08 de junho
Dezembro 15 de junho 

Saques:  Benefícios para o PIB

Previsões do Governo Federal cerca de R$ 42 mihões de pessoas podem realizar o saque e a estimativa é que sejam injetados  R$ 30 bilhões de reais na economia. Com essa liberação, o governo espera diminuir o endividamento das famílias, causado pela pandemia da covid-19.

Segundo o economista Max Leno, ao fazer uma análise macroeconômica, o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil pode ser beneficiado com a medida, já que o potencial de consumo das famílias é um elemento que compõe a estimativa do índice.  “Tendo em vista que há essa possibilidade de injeção desses recursos da ordem de vários bilhões de reais na economia brasileira e isso pode representar uma injeção que possa vim a beneficiar esse elemento constitutivo do PIB, que representa uma porcentagem do cômputo do índice”, explica. 

Veja mais 
Saque do FGTS: Vale a pena resgatar valor liberado, independentemente da finalidade, afirmam especialistas
CNI lança Agenda Legislativa 2022 com destaque para reforma tributária
Impostos aumentam custo da instalação de investimentos no Brasil 

Saques: O que fazer com o dinheiro?

Rosimara Ventura tem 34 anos e é auxiliar de serviços gerais em Vitória, no Espírito Santo. Ela participou dos primeiros saques, em 2020, e diz que o dinheiro ajuda no orçamento de casa. “ Tudo muito alto. Talão [boletos], alimentação e o pouco que vem dá um alívio. Ainda mais que sou só eu que trabalho e tenho quatro pessoas desempregadas. Dá pra aliviar um pouco. Eu tinha talões acumulados, já não vou ficar com a água cortada.”

Ainda de acordo com o economista, a utilização desses valores tem aspecto bastante pessoal e cada pessoa deve pensar bem quais são as destinações para esse eventual recurso. “Como as taxas de juros estão em patamares mais altos do que nos outros anos, isso tem impactado tanto sob o ponto de vista do nível de endividamento, porque as dívidas acabam crescendo muito em função dessa taxa. Então, aqueles que têm cautela ou querem efetivamente tentar o nível de endividamento, essa pode ser uma decisão prudente, que é justamente direcionar recursos para reduzir ou até quitar esse nível de endividamento.” explica. 

Para aqueles que estavam aproveitando essa oportunidade para efetuar qualquer tipo de compra necessária, pode também ser um bom momento. Já o trabalhador que consiga poupar, existem muitas aplicações financeiras que estão acompanhando o ritmo da elevação da taxa de juros. Mas Max Leno lembra que é necessário que cada um avalie o seu perfil para ter certeza de onde investir o dinheiro. 

“Se são perfis mais conservadores, é mais prudente que esse dinheiro seja aplicado em modalidades de aplicação financeiras mais conservadoras, como poupança ou aquelas que não tragam tanto risco. Já no caso dos aplicadores que têm um perfil mais agressivo, tem algumas possibilidades no mercado de capitais e também nas próprias instituições financeiras.”

Fonte: Brasil 61

Please follow and like us:
Pin Share
Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *