Índice de Preços ao Consumidor sobe 0,61 na quadrissemana de maio

O índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S) da quadrissemana de maio apresentou elevação de 0,61% e acumula alta de 3,55% nos últimos 12 meses. De acordo com dados do FGV-IBRE, cinco capitais registraram um salto em suas taxas de variação. Salvador teve alta de 0,92%; Belo Horizonte, de 1%; Porto Alegre, de 0,41%; e São Paulo de 0,82%.

O economista André Braz, coordenador dos Índices de Preços do FGV IBRE, explica que o indicador segue com pequena aceleração, já que algumas cidades do país passam por efeitos sazonais, ligados, sobretudo, ao setor de vestuários, marcado pela troca das estações, da primavera ao verão e do outono para o inverno.

“E também a parte da alimentação por conta de alimentos naturais, alguns com ofertas mais fracas nessa época do ano. Então, o comportamento do índice de inflação segue dominado por efeitos sazonais e transitórios. Isso faz com que a taxa de variação em algumas cidades componentes ao IPC-S tenha apresentado uma aceleração”, afirma. 

Para Braz, a projeção para os próximos meses é de que a inflação desacelere e que o indicador visite o ponto mais próximo da meta de inflação, que é 3,25% em junho deste ano.

“Só no segundo semestre é que a gente encontre um espaço para um novo círculo de aceleração, porque no ano passado, no segundo semestre, foi o período em que o governo fez o corte do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) da energia, da telefonia e também da gasolina. E isso, ajudou muito baratear os preços desses itens”, destaca.
 

Fonte: Brasil 61

Please follow and like us:
Pin Share
Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *