Inflação acelera em cinco das sete capitais na 2ª quadrissemana de março

O índice de preço ao consumidor – semanal (IPC-S) obteve uma aceleração em cinco das sete capitais pesquisadas da segunda quadrissemana de março. É o que apontou a Fundação Getúlio Vargas (FGV/Ibre). O indicador de inflação subiu 0,61% no período e acumula alta de 3,90% nos últimos 12 meses.

De acordo com a FGV, as capitais que tiveram alta foram: 

  • São Paulo (de 0,44% para 0,53%)
  • Belo Horizonte (0,35% para 0,72%)
  • Porto Alegre (0,73% para 1,06%) 
  • Brasília (0,48% para 0,67%) 
  • Salvador (de 0,33% para 0,34%).

Tiveram desaceleração as capitais Recife (de 0,56% para 0,43%) e Rio de Janeiro (0,35% para 0,32%).

Para o economista Newton Marques, esse é um sinal de que  em alguns serviços ainda há uma pressão, mas que não é possível apontar nenhuma causa, já que esse resultado é mensal. 

“Isso é um dos indicadores de que há pressão de alguns setores, principalmente transportes. Não há mais aquela pressão de alimentos como vinha acontecendo, então isso vai acomodando preços, como é o caso também da educação. Nesse início de ano a gente consegue ver que itens ligados à educação também subiram de preço, então não dá para apontar nenhuma tendência”, afirmou Marques. 

A empresária e contadora Emanulle Silva explica que essa variação deve impactar o consumidor final, mas acredita que essa aceleração é causada apenas pelo início que todo novo governo sofre.  

“Eu acredito que essa variação não seja em relação às projeções do governo, acho que é justamente por conta do primeiro trimestre do novo governo, a gente vive uma incerteza no início de todo governo”, explicou a contadora. 

A próxima divulgação dos resultados regionais do IPC-S será no dia 11.04.2023.
 

Fonte: Brasil 61

Please follow and like us:
Pin Share
Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *