MIDR vistoria fase final das obras de recuperação da EBI-3, em Pernambuco

O ministro da Integração e do Desenvolvimento Regional, Waldez Góes, participou, neste sábado (27), de uma inspeção às obras de recuperação da Estação de Bombeamento 3 (EBI-3) do Eixo Norte da transposição do Rio São Francisco, localizada na cidade de Salgueiro, em Pernambuco. A partir dessa estação, as águas do Velho Chico seguem, por meio de canais e reservatórios, até os estados da Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte.

Desde janeiro deste ano, a EBI-3 está parada para manutenção, em função de vibração excessiva de suas motobombas. A medida foi tomada para preservar o bem público e a segurança dos trabalhadores. O trabalho de recuperação, que também inclui obras na estrutura física da estação, está em fase final e a previsão é que o bombeamento de água seja retomado até o fim do primeiro semestre.

“O Eixo Norte da Transposição teve uma paralisação de um conjunto de bombas em outubro do ano passado e um outro, por questão de segurança, precisou ser interrompido em janeiro deste ano. Estamos fazendo todo o possível para retomar o funcionamento de um conjunto ainda no primeiro semestre e do outro no segundo semestre”, destacou o ministro Waldez Góes. “A consultoria contratada já entregou o projeto, que está sob a responsabilidade dos nossos técnicos para que as motobombas voltem a funcionar o quanto antes”, enfatizou.

Segundo o secretário nacional de Segurança Hídrica, Giuseppe Vieira, a suspensão temporária do bombeamento na EBI-03 não causou desabastecimento nas cidades atendidas pelo Eixo Norte. “Os reservatórios têm água suficiente para abastecer a população. E já estamos no fim dos trabalhos para que seja retomado o quanto antes o funcionamento da estação, que é tão importante para a transposição”, afirmou.

Outra frente de atuação do Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional (MIDR) em relação à transposição são ações voltadas à revitalização e manutenção periódica da bacia hidrográfica do São Francisco e afluentes. 

“Essa é uma ação essencial para garantirmos segurança hídrica para a Região Nordeste. De nada adianta fazermos tanto investimento e não ocorrer a preservação dos mananciais, que são as nascentes. Tomando cuidado com isso, a água servirá, agora e no futuro, tanto para consumo humano quanto para o desenvolvimento produtivo da região”, destacou o ministro Waldez Góes.

As ações de preservação no São Francisco integram o Programa Nacional de Revitalização de Bacias, que tem como objetivo formular diretrizes e estratégias, bem como viabilizar um conjunto de ações integradas de preservação, conservação e recuperação das bacias hidrográficas para promover o uso sustentável dos recursos naturais, a melhoria das condições socioambientais e o aumento da disponibilidade hídrica, em quantidade e qualidade, para os mais diversos usos.

Barragem de Jati

Antes de vistoriar as obras da EBI-03, o ministro Waldez Góes visitou as obras da Barragem de Jati, no Ceará (foto à esquerda). Localizada no município de mesmo nome, a barragem é ponto de partida do Cinturão das Águas do Ceará (CAC). Todo o projeto do CAC tem 1300 km de extensão, compreendendo segmentos de canal a céu aberto, túneis e sifões. Além da capital Fortaleza e Região Metropolitana, também receberão as águas do Cinturão 24 cidades localizadas entre a Barragem de Jati e a Travessia do Rio Cariús, atendendo mais de 8,5 milhões de pessoas.

Desde o início do ano, o Governo Federal já garantiu investimento de R$ 115 milhões para dar continuidade a obras do CAC, sendo que R$ 50 milhões já foram liberados. “É determinação do presidente Lula que todas as questões relacionadas à segurança hídrica sejam tratadas como prioridade”, destacou o ministro Waldez Góes. “O presidente pediu que eu que viesse ao Ceará e tratasse a Barragem de Jati como prioridade, para recuperar e restabelecer a estrutura como foi planejada para que seja possível fazer a adução da água para o Cinturão das Águas do Ceará”, completou.

Presente à vistoria à Barragem de Jati, o governador do Ceará, Elmano de Freitas, ressaltou a importância da atuação do MIDR e do investimento federal nas obras do CAC. “Agradeço bastante ao ministro Waldez e ao presidente Lula por essas boas notícias da chegada de recursos fundamentais para podermos realizar nosso trabalho aqui na Barragem do Jati, que é essencial para o Cinturão das Águas e vai garantir segurança hídrica para o estado do Ceará”, declarou o governador.

Fonte: Brasil 61

Please follow and like us:
Pin Share
Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *