Ministro Waldez Góes vai ao Congresso e atende mais de 40 parlamentares e prefeitos nesta quarta-feira (12)

Nesta quarta-feira (12), o ministro Waldez Góes passou o dia no Congresso Nacional, onde recebeu deputados, senadores e prefeitos para apresentar ações e projetos do Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional (MIDR) e conhecer demandas de estados e municípios. Foram mais de 40 atendimentos, que começaram no início da manhã e terminaram já durante a noite.

“Estamos seguindo a orientação do presidente Lula de manter uma relação direta com os parlamentares, prefeitos, governadores, com a sociedade civil, com empreendedores, para que as ações deste governo aconteçam na base, que é onde as pessoas estão”, destacou Waldez Góes. “Então, hoje tirei o dia todo para estar aqui no Congresso Nacional, atendendo os deputados, os senadores, conversando, apresentando nosso portifólio de projetos, tirando dúvidas. É preciso somar esforços, inclusive entre os diferentes, para produzir consenso para que o orçamento do Governo Federal, juntamente com o trabalho dos parlamentares, possa significar mais entregas para a sociedade, sobretudo para quem mais precisa”, completou.

Um dos parlamentares atendidos foi o deputado federal Márcio Honaiser (PDT/MA). Entre os temas abordados no encontro esteve a situação dos municípios maranhenses que estão em situação de emergência devido a fortes chuvas. Outro assunto discutido foi o apoio federal a cadeias produtivas do estado, por meio do programa Rotas de Integração Nacional. “Foi um encontro muito produtivo. O ministro, como sempre vem fazendo, se colocou à disposição para ajudar os municípios do estado no que for possível”, afirmou o deputado.

O ministro Waldez Góes destacou que o atendimento aos municípios afetados por desastres é prioridade na atual gestão. “O presidente Lula determinou que a gente trabalhe junto com os estados e municípios para dar o máximo de agilidade a esse processo. O MIDR, por meio da Defesa Civil Nacional, tem atuado nas cidades atingidas desde o primeiro momento, dando orientação e auxiliando nos pedidos de reconhecimento de situação de emergência e também de repasse de recursos”, apontou.

Outra agenda foi com o senador Efraim Filho (União/PB) e o prefeito da cidade de Santa Helena (CE), João Cléber. O gestor municipal apresentou ao ministro um projeto para integração das águas do Eixo Norte da transposição do Rio São Francisco, por meio do Ramal do Apodi, com a barragem pública no Sítio Cajueiro. “Esta é uma ação muito importante para que possamos desenvolver o povo da nossa terra, que precisa muito de água, pois água é vida, é sobrevivência, é desenvolvimento”, disse o prefeito.

Waldez Góes ressaltou que garantir segurança hídrica para o semiárido brasileiro é outra prioridade do governo Lula. “Já encaminhei o pedido para que sejam realizados estudos sobre essa integração em Santa Helena”, informou. “Não vamos medir esforços para que água de qualidade chegue à casa das pessoas para consumo, para produção, para melhorar a vida”, completou.

Outro parlamentar atendido foi o deputado federal Nelsinho Padovani (União Brasil/PR). Entre os temas abordados no encontro estiveram a situação do município paranaense de Bandeirantes, que está em situação de emergência devido a enxurradas, e a construção de uma estrada que liga o município de Castro ao distrito de Socavão.

“É da mais pura importância a vinda do ministro à Câmara dos Deputados, em um gesto de trabalho, humildade e relacionamento com o parlamento. Estou muito feliz de ter um ministro atento às necessidades da população”, afirmou o deputado Padovani.

O deputado federal Josenildo Abrantes (PDT/AP) e o secretário da Pesca do estado do Amapá, José Cordeiro, também estiveram com o ministro Waldez Góes. No encontro, Cordeiro apresentou um projeto voltado ao desenvolvimento sustentável da pesca e da aquicultura amapaense. “O setor produtivo do Amapá está avançando. Tenho certeza de que o projeto vai ajudar muito nosso estado. Estamos em plena expansão da piscicultura e aguardamos maior evolução”, afirmou o secretário.

Waldez Góes agradeceu a visita e ressaltou a importância do projeto. “Trabalhar com o pequeno produtor, com o agricultor informal, os pescadores e a comunidade em geral é uma prioridade do presidente Lula”, ressaltou. “O projeto casa com o que o Ministério tem para oferecer, como as Rotas de Integração Nacional”, completou.

O deputado federal Aluísio Mendes (Republicanos/MA) também destacou a importância da presença do Governo Federal no Congresso Nacional. “Saio muito satisfeito do encontro com o  ministro Waldez Góes, primeiro pelo atendimento recebido e, segundo, pelo pronto encaminhamento das demandas dos municípios maranhenses que eu vim solicitar. Isso mostra o compromisso do MIDR com o povo brasileiro, com o estado do Maranhão e com todo o Brasil”, apontou.

O último encontro do dia foi com nove deputados da bancada do estado do Rio Grande do Sul. O tema da reunião foi o apoio do Governo Federal aos municípios gaúchos que enfrentam a estiagem, além de soluções que minimizem o problema, como ações de preservação de nascentes e de manejo de água. Participaram os deputados Carlos Gomes (Republicanos), Marcon (PT), Alceu Moreira (MDB), Bohn Gass (PT), Franciane Bayer (Republicanos), Luiz Carlos Busato (União Brasil), Pedro Westphalen (PP), Any Ortiz (Cidadania) e Luciano Azevedo (PSD).

Também se reuniram com o ministro Waldez Góes nesta quarta-feira os deputados federais Romero Rodrigues (PSC/PB), Mauro Benevides Filho (PDT/CE), Yandra Moura (União/SE), Marcelo Lima (Sem partido/SP), Eduardo Bismarck (PDT/CE), Marreca Filho (Patriota/MA), Jadyel Alencar (PV/PI), Augusto Coutinho (Republicanos/PE), Fernanda Pessoa (União/CE), José Rocha (União/BA), João Daniel (PT/SE), Rafael Simões (União/MG), Felix Mendonça Júnior (PDT/BA), Fausto Júnior (União/AM), Celso Sabino (União/PA), Carlos Gaguim (União/TO), Rose Modesto (União/MS), Moses Rodrigues (União/CE), Rubens Pereira Júnior (PT/MA), Professora Gorete (PDT/AP), Amanda Gentil (PP/MA), Zacarias Kalil (União/GO), Rodrigo Valadares (União/SE), Marco Brasil (Progressista/PR), Léo Prates (PDT/BA) e Dr. Benjamim (União/MA).

Fonte: Brasil 61

Please follow and like us:
Pin Share
Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *