O que é artrose na coluna? Quando suspeitar e qual o tratamento?

O que é artrose na coluna? Quando suspeitar e qual o tratamento?O que é artrose na coluna? Quando suspeitar e qual o tratamento?O que é artrose na coluna? Quando suspeitar e qual o tratamento?A artrose é uma condição caracterizada pelo desgaste da cartilagem e dos ossos na articulação. Grande parte das articulações do corpo podem sofrer um problema como esse, e cada uma delas possui um quadro clínico diferente, no caso da artrose na coluna vertebral é mais comum em pessoas com mais de 60 anos, mas isso não significa que uma pessoa mais jovem não possa ter. 

Quando suspeitar que está com artrose na coluna?

A dor é o principal sintoma e ela apresenta algumas características que podem auxiliar no diagnóstico:

  • Onde dói? Localiza-se em torno da coluna vertebral, frequentemente na região lombar e cervical, e com o tempo pode se espalhar para a região paravertebral, que é a musculatura que envolve a coluna vertebral. A dor relacionada à artrose na coluna vertebral não costuma espalhar para outro membros como braços e pernas, isso só ocorre quando a artrose causa compressão de algum nervo associado ao membro afetado;
  • Quando você sente dor? Inicialmente, é mais prevalente pela manhã, ao acordar, ou após períodos prolongados de repouso. Pode ocorrer também quando a pessoa fica muito tempo em pé. Com a evolução do quadro da artrose e a falta do tratamento, a dor pode se tornar mais intensa e duradoura, podendo gerar dor durante todo o dia;
  • Está com alguma dificuldade em realizar algum movimento? Com a evolução da artrose, ocorre limitação de mobilidade da coluna, dificultando a realização de atividades simples e diárias. Mexa a cabeça para os lados, sente que tem alguma resistência ou dificuldade? Na artrose da coluna cervical, esses movimentos passam a ser cada vez mais difíceis. No caso da artrose na coluna lombar, a dificuldade está no movimento da coluna para frente e para trás, por exemplo, na hora de colocar os sapatos.

Na presença dos sintomas, procure o médico para uma avaliação correta.

Fatores de risco

  • Quem tem familiares que possuem artrose na coluna, tem maior risco de desenvolver a doença;
  • Se você tem artrite reumatóide ou doenças inflamatórias, como o lúpus. Essa e outras doenças estão associadas a um processo inflamatório que causa uma destruição da cartilagem e da articulação de forma progressiva;
  • Se teve algum trauma ou costuma praticar esportes de contato com um esforço muito intenso, essas atividades estão relacionadas a traumas repetidos sobre as articulações que estão relacionadas a práticas esportivas ou atividades profissionais como motoristas, trabalhadores de construção civil e operários de fábrica que carregam muito peso. Por outro lado, quem também não faz atividade física está no grupo de risco, principalmente sedentários e com a postura;
  • Se já teve doença infecciosa na articulação. Apesar de não ser uma causa muito comum, se você já teve um processo infeccioso nas articulações da coluna, isso pode levar à artrose;
  • Desalinhamento da coluna. Se você tem escoliose, pois a curvatura anormal da coluna muda a forma como o peso do corpo é distribuído e pode acelerar o aparecimento da artrose;
  • Idade. Quanto maior o tempo de vida, maior o uso das articulações.

Diagnóstico

É importante ressaltar que a dor pode aumentar em casos de tratamento não realizado. O diagnóstico da artrose na coluna vertebral é feito por meio de histórico clínico, exame físico e exames complementares como radiografia, tomografia ou ressonância magnética.

Tratamento 

O tratamento pode envolver pequenas mudanças na rotina, como atividade física, alongamento, fortalecimento muscular, fisioterapia, medicamentos específicos para quem sente muita dor, procedimentos minimamente invasivos para aliviar os sintomas e, em casos mais graves, cirurgia.

Para mais informações, assista ao vídeo no canal Doutor Ajuda no Youtube
https://www.youtube.com/embed/bWmLmEh3w_0

Fonte: Brasil 61

Please follow and like us:
Pin Share
Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *