Patrimônio Humano Universal

(Para comodidade de uns e outros, o texto é apresentado também sob a forma de vídeo. Basta clicar no link abaixo)

https://eb4.biz/83218c92

 O que é um século?  Não é difícil a resposta, aprendida durante os primeiros anos de vida.  É o coletivo de cem anos, ou, conforme definido em dicionário: “período de cem anos, cujo início ou fim se conta em função de um momento definido de modo arbitrário”.

Outdoor Group Portrait Of Senior Friends Smiling To Camera

Mas, em comparação com o tempo dentro do relógio cósmico, um século nada significa, não chega a ser um grão de pó. Ao contrário, considerados em relação ao tempo médio da vida humana, cem anos são uma grandiosidade, por poucos alcançada entre os mais de oito bilhões de humanos no planeta.

Embora estudos apontem a possibilidade de a vida humana se estender por até cerca de 150 anos, uma pequena minoria alcança os 100 anos de vida. A possibilidade da extrema longevidade está contida na estrutura do organismo humano, em perfeito equilíbrio e condições de funcionamento, desde que não agredidos esses fatores por modos e comportame da pessoa avaliada.

Entretanto, nascer com organismo ideal para uma vida sem sobressaltos em questões de saúde é  raridade, ainda que alguns fatores negativos possam ser corrigidos ou anulados, naturalmente ou por meio da medicina.

Ao longo da vida, fatores orgânicos negativos agravam-se, contribuindo, assim, para o encurtamento do tempo de vida. Contudo, fatores mais presentes nas causas do abreviamento são detonados pela própria pessoa, quando esta entra em conflito com o organismo ao se alimentar de forma inadequada; quando exagera no uso de bebidas; quando introduz no organismo substâncias estranhas e nocivas; quando desafia riscos evidentes e desconsidera a segurança, sem contar circunstâncias  sobre as quais não se tem controle.

Resumindo tudo isso, pode-se dizer que chegar aos 60 é vencer uma boa luta; alcançar os 80 é vencer duas vezes e continuar na resistência; chegar aos 100 é feito heróico, que só alguns conseguem realizar

Group of Friends Laughing

Segundo dados fornecidos pelo google, a população centenária está entre 600 mil e 700 mil. Observando-se que a população mundial está em torno de 8 bilhões, conclui-se que aquele número é bastante pequeno.

No Brasil, segundo alguns dados, essa população está em torno de  30 mil. A vida é um dom precioso e divino, nem sempre valorizado, senão como fator de conquista material, razão pela qual uma pessoa, ao atingir idade mais avançada, quando as forças não mais são as mesmas da juventude, a tendência humana é por eclipsá-la ou mesmo  retirá-la do convívio social.

Quem chega à velhice, não só acumulou tempo, como também experiência no enfrentamento aos desafios, que não são poucos. Em razão disso, uma pessoa idosa muito ainda poderia contribuir, se a sociedade olhasse a velhice como fonte de conhecimento e não coleção de peças antigas, num museu!

Infelizmente, essa mentalidade é muito forte na sociedade, pois pessoas imaginam o quadro para si próprias, enquanto vivem o período anterior à velhice. Chegam a queimar etapas de  suas vidas, na prática do chamado “viver intensamente” pois, segundo elas, a velhice não valeria a pena!

O que não vale a pena é esse modo de pensar, a partir do princípio de que a mente deve se ocupar do positivo; que o pensamento está na origem dos acontecimentos, e, o que a pessoa pensa, intensamente, agora, poderá ser realidade no futuro.

O fato é que, talvez, muitas pessoas não cheguem a viver tanto, como consequência de seus pensamentos, imaginando para si próprias a realidade vivida por terceiros.

Foi pensando na coragem, disposição e alegria de pessoas por viver aos cem anos, superando a indolência  da grande maioria a considerar a velhice como grande fardo, que se vislumbrou a possibilidade de pequena homenagem a grandes heróis da vida humana.

 Sim, essas pessoas merecem ser notadas, merecem destaque, pois, além do muito que já contribuíram para a vida, elas são exemplo e estímulo às pessoas a percorrer a mesma trilha.

A vida deve ser celebrada, e, mais justo que o seja na figura das pessoas centenárias. Essas pessoas constituem verdadeiro patrimônio humano. O Ouro Preto World, site informativo cultural sobre o município de Ouro Preto-MG, Brasil, elaborou um diploma de reconhecimento a ser conferido a todas as pessoas com 100 anos de vida ou mais, residentes em qualquer parte  do mundo. Esse diploma reconhece nelas o status de Patrimônio Humano Universal – PHU. É o mínimo que se pode nelas reconhecer!

NOTAS:

1 Para solicitar o diploma, use o menu contato, informando nome, data de nascimento, cidade e país onde a pessoa reside. Informe também o e-mail para onde deve ser enviado o diploma

2 Para comprovar a data de nascimento, anexe cópia digital de documento oficial com a data de nascimento bem legível.

3 Não há necessidade de informar o gênero, curriculum ou outros dados além dos aqui solicitados;  o importante é ser da espécie humana, ser gente.

Obs.: Não serão atendidos pedidos feitos antes de a pessoa homenageada completar os 100 anos. Conta-se com a lealdade das pessoas solicitantes, não burlando as regras, notadamente, não enviando dados de pessoas já falecidas. Lembrem-se de que, hoje, há meios de se descobrirem fraudes desse tipo.