Rodovias brasileiras têm trechos liberados nesta semana

A semana começou com mais obras sendo realizadas pelas rodovias brasileiras, com objetivo de melhorar o tráfego pelas BR’s que foram afetadas por fortes chuvas no decorrer dos últimos meses. Tem notícia positiva para quem vai dirigir pela BR-174, em Roraima. O trecho no km 613 ficou interditado no último fim de semana, devido à cheia do Igarapé Aningal, porém o DNIT informou nesta segunda (22) que o trecho já foi liberado. O diretor substituto do DNIT, Fabrício Galvão, explica como estava o trecho na BR-174. “Tivemos um problema na ponte sobre o Igarapé Aningal, na BR-174, no trecho norte sentido Pacaraima, km 613. A gente teve uma ruptura da pista. Nossas equipes já foram ao local hoje, já verificaram. A nossa ponte está preservada, não temos abalo na estrutura”. 

A BR-174 também é rota alternativa também para quem vai dirigir pela BR-432, pois essa rodovia fica interditada até sexta-feira (26) no trecho próximo à vila São José ,para recuperação da ponte de madeira. Em Santa Catarina as obras estão avançando no km 544 da BR-282, próximo do município de Palmitos e da zona industrial de Cunha Porã. No trecho, os serviços de manutenção estão sendo realizados sem interdições no tráfego.

O mês de maio tem características de mudança de estação e com isso, a meteorologista do Inmet, Andrea Ramos, explica quais regiões ficam chuvosas e quais ficam mais secas. “A gente tem esse perfil, essa distribuição de chuva. Aqui na parte central do país sempre os volumes são menores, são aqueles valores de no máximo 30 mm. Ainda assim, são esperadas chuvas principalmente no Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo. E quando você vai para região Norte, na faixa da região Nordeste e também no Sul, aí você já vê que as chuvas têm um aumento”.

Mesmo no período seco, ou principalmente no período chuvoso, vale reforçar os cuidados ao volante. A PRF orienta que os motoristas programem paradas durante a viagem para evitar fadiga, procurem se informar sobre as condições do tempo nos lugares que vão passar, respeitem o limite de velocidade das vias e reduzam a velocidade nos trechos em obras.
 

Fonte: Brasil 61

Please follow and like us:
Pin Share
Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *