SistSistema adutor na Vertente Litorânea da Paraíba recebe mais R$ 7,2 milhões para continuidade de obras

Quando finalizada, a Vertente Litorânea vai atender mais de 680 mil pessoas em 39 cidades paraibanas. Foto: Divulgação/MDR

O sistema adutor da Vertente Litorânea da Paraíba, estrutura complementar ao Projeto de Integração do Rio São Francisco, recebeu mais R$ 7,2 milhões para a continuidade das obras. Desde 2012, quando foram i

niciados os serviços, o empreendimento obteve o repasse de R$ 962,2 milhões em investimentos federais e, quando concluído, atenderá mais de 680 mil pessoas em 39 cidades paraibanas.

“As Vertentes Litorâneas são um sistema adutor que capta as águas do Eixo Leste da transposição do São Francisco e as leva para bacias hidrográficas localizadas no agreste paraibano, principalmente as bacias dos rios Araçagi e Gurinhém”, explica o diretor de Obras Hídricas e Apoio a Estudos sobre Segurança Hídrica do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), Francisco Igor Nunes.

O sistema adutor conta com mais de 130 quilômetros de extensão e, até o momento, tem 75,81% da execução concluída. O primeiro lote do empreendimento já foi entregue e está em funcionamento. Já o lote 2 está previsto para ser concluído até dezembro deste ano.

A obra, que está sendo realizada em parceria com o governo estadual, irá apoiar o atendimento das demandas prioritárias de consumo humano e uso industrial dos municípios localizados no agreste paraibano, bem como de projetos de irrigação a serem implantados ao longo do seu traçado.

“Com esse acréscimo da disponibilidade hídrica, teremos a diminuição da ocorrência de crise por falta de água, a famosa seca na região, e a viabilidade de se promover o desenvolvimento das atividades econômicas, tais como a agricultura e a pecuária, levando ao aumento do emprego e da renda para a região”, destaca Francisco Igor.

Serão beneficiados diretamente pelas Vertentes Litorâneas os seguintes municípios da mesorregião do Agreste paraibano: Itatuba, Mogeiro, Itabaiana, São José dos Ramos, Sobrado, Riachão do Poço, Sapé, Mari, Cuité de Mamanguape, Araçagi, Itapororoca e Curral de Cima. De forma indireta, serão 27 cidades beneficiadas.

O Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco tem 217 quilômetros de extensão, está em funcionamento desde 2017 e abastece aproximadamente 1,5 milhão de pessoas em 46 cidades pernambucanas e paraibanas.

Fonte: Brasil 61

Please follow and like us:
Pin Share
Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.