Vacinação prioritária

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Olá, gente! Fabi Costa para mais um espisódio do podcast Onde tem SUS, tem Vacina!

E o tema de hoje é super importante: Vacinação prioritária!

Você sabia que existem critérios claros para vacinar primeiro uma parcela da população? Quais são esses critérios?

Bom, para o começo desse podcast, é importante dizer que o Ministério da Saúde construiu o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19. E é esse documento que norteia como acontece a vacinação no Brasil.

Nesse plano, constam como prioridade

  • A preservação do funcionamento dos serviços de saúde;
  • A proteção dos indivíduos com maior risco de desenvolver  formas graves da doença; A proteção de pessoas mais vulneráveis;
  • E a preservação do funcionamento dos serviços essenciais.

Uma dessas pessoas que teve prioridade na vacinação foi a professora Cléia. Então diz pra gente, professora, é importante vacinar os profissionais da educação?

“Nos incluir na lista de prioritários eu acredito que tenha sido uma decisão acertadíssima. Deve ter evitado que milhares de alunos se infectassem. Afinal, sala de aula, elas não são tão arejadas, né? Elas são ambientes mais fechados, não têm uma grande circulação de ar… então é um lugar bem propício, né, pra circulação do vírus. Com isso, tanto professor e aluno, e a comunidade escolar, ela ficou mais protegida.”

Nota dez, professora Cléia! Educação é prioridade, assim como a saúde!

Pra gente ter uma ideia, no primeiro ano de pandemia, foram infectados quase quinhentos mil profissionais da saúde. Um índice de infecção de 7,3%, contra 5% da população em geral.

Por isso que o Ministério da Saúde começou a proteger exatamente aquelas pessoas cuja função é nos proteger!

E já que o assunto é proteção, vamos incluir também profissionais da segurança pública. Por isso, diz pra gente, Major Fachini, a vacina veio em boa hora?

“Nós policiais militares, policiais civis, técnicos científicos e todos os demais profissionais da segurança pública estávamos ansiosos com essa vacinação. Todos os policiais continuaram trabalhando da mesma forma, continuaram expostos, né, então essa imunização veio em uma boa hora.”

Proteger quem nos protege. Proteger quem está na linha de frente.

É dessa forma que o SUS vem dando aula de vacinação no Brasil. Fazendo nosso país se tornar referência no mundo todo.

E a gente vai chegando ao fim de mais um episódio da série de podcasts: Onde tem SUS, tem Vacina. 

A cada novo episódio, mais números, mais histórias reais de como nosso Sistema Único de Saúde trabalha para salvar vidas.

Fonte: Brasil 61

Please follow and like us:
Pin Share
Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *