Vai viajar de carro no feriado? Veja dicas de como dirigir em segurança

Quem não gosta de um feriado prolongado? Enquanto alguns aproveitam para descansar em casa, para outros, é uma oportunidade para sair da rotina e fazer algo diferente, como viajar. As viagens costumam ser mais curtas do que as das férias convencionais, por isso, os destinos mais acessíveis de carro são comuns nessas datas. Feriados prolongados têm fluxo maior de carros nas rodovias do país, o que aumenta o número de incidentes de trânsito.

Segundo o Detran-DF, o número de acidentes de trânsito é mais expressivo no verão, entre os meses de novembro e fevereiro, porque além de combinar feriados prolongados, as férias aumentam as viagens de turismo. Independentemente da época, é necessário se preocupar com a segurança de todos.

Para orientar esses motoristas, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) aumentou o efetivo nas vias. Com o objetivo de melhorar a fluidez e reduzir os acidentes, muitas estradas do Brasil estão com inversões e restrição de horários para a circulação de caminhões. “O objetivo é reduzir o número de acidentes e também o número de mortos e feridos, assim como ocorreu nos últimos dois feriados”, informa a policial rodoviária federal Fernanda Souza, porta-voz da instituição. 

Veja mais:

Rodovias federais amanhecem com 86 pontos interditados ou bloqueados, informa PRF

Mercado do turismo reaquece e famílias começam a se preparar para as férias de verão

A PRF recomenda que os motoristas não ultrapassem em locais proibidos, respeitem a velocidade da via e usem o cinto de segurança. Uma outra dica é fazer a revisão no carro e conferir todos os itens de segurança, como estepe, triângulo e luzes de faróis e freios. O professor Roberto Lemos vai viajar neste feriado para o interior de Minas Gerais, e tomou todos os cuidados. “Programo minhas revisões periódicas para anteceder às viagens de fim de ano e saio sem pressa para chegar no destino”, conta.

Na hora de planejar a viagem, muita gente acaba se preocupando com a previsão do tempo apenas nos dias de aproveitamento, mas se esquece dos dias de deslocamento, a ida e a volta. Chuvas, alagamentos, neblina e imprevistos nas estradas podem aumentar as chances de imprevistos pelo caminho. Estude rotas alternativas, veja o melhor horário para sair de casa e verifique os equipamentos obrigatórios do carro.

O portal Brasil61.com separou dicas da PRF para você não deixar a segurança de lado ao pegar a estrada:

  • Planeje a viagem e faça a revisão do veículo. É fundamental verificar a presença e o funcionamento de todos os equipamentos obrigatórios. Verifique também toda a documentação do veículo e do condutor.
  • Todos os ocupantes do veículo devem portar documento de identificação, inclusive crianças e adolescentes.
  • Respeite os limites de velocidade estabelecidos para a via e obedeça às placas de sinalização. Onde não existir sinalização ou se esta estiver prejudicada mantenha a velocidade compatível com as condições da via. Quanto maior a velocidade, maior é o risco e mais graves os acidentes.
  • O condutor e todos os passageiros do veículo devem utilizar o cinto de segurança. Crianças menores de 7 anos e meio de idade devem estar utilizando o equipamento obrigatório compatível (bebê conforto, cadeirinha e/ou assento de elevação). Em caso de autuação o condutor será penalizado e o veículo ficará retido até a regularização da infração.
  • Ultrapasse sempre pela esquerda (somente em locais permitidos) e onde haja todas as condições necessárias para execução da manobra com segurança. Antes de iniciar uma ultrapassagem, certifique-se da distância e da visibilidade do veículo que pretende ultrapassar e dos que vêm em sentido contrário. Se outro veículo o estiver ultrapassando ou tiver sinalizado a intenção de fazê-lo, dê a preferência e aguarde a vez. Sinalize toda a manobra com antecedência. Redobre a atenção ao ultrapassar ônibus e caminhões. Por se tratar de veículos grandes e pesados, é preciso se certificar que há espaço suficiente para realizar uma ultrapassagem segura. Ao ser ultrapassado não acelere, não mude a trajetória do veículo e mantenha distância segura do veículo à frente.
  • Mantenha uma distância segura do veículo que vai à frente, a fim de se evitar colisões traseiras nos casos de freadas bruscas.
  • Cuidado com os pedestres, principalmente em perímetros urbanos cortados por rodovias. Redobre a atenção e reduza a velocidade sempre que verificar a presença de pedestres nos acostamentos e às margens das rodovias.
  • É importante também sempre levar água, frutas e alimentos não perecíveis no interior do veículo, para situações inesperadas como congestionamentos e interdições de pista.
  • Caso ocorra chuva durante sua viagem, acione os limpadores de para-brisa, diminua a velocidade e aumente a distância  em relação ao veículo que segue à sua frente. Evite estacionar no acostamento, caso tenha que parar, procure um local seguro afastado da pista de rolamento.
  • Ocupantes de motocicletas: devem sempre usar o capacete e manter distância das laterais traseiras dos veículos, eliminando assim o chamado “ponto cego”. Antes de mudar de faixa de rolamento usar os retrovisores. Não trafegue próximo a caminhões. O deslocamento de ar produzido por esses veículos pode desestabilizar a motocicleta. Sempre circule com o farol ligado, para facilitar a visualização da motocicleta pelos pedestres e pelos veículos que estão no sentido contrário.
  • Trafegue sempre com os faróis acesos, mesmo durante o dia. Isso aumenta a visibilidade aos demais condutores e principalmente aos pedestres, além de melhorar a percepção de distância aproximada. 

Fonte: Brasil 61

Please follow and like us:
Pin Share
Esta entrada foi publicada em notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *